quarta-feira, 4 de abril de 2012

Do Blog do Campelo


Foi sepultado na manhã desta quarta-feira (04) o poeta repentista Chico Pedra de Oliveira, pai da prefeita de Patu, Evilásia Gildênia.
Um momento bastante comovente foi o reencontro da irmã de Evilásia, a senhora Francisca das Chagas dos Santos (Nininha). 
.Homenagens

Repentista  Nino da Viola, sobrinho de Chico Pedra
 Neta de Chico Pedra

Evilásia ao lado da irmã "Nininha"Nininha [filha de Chico Pedra de outro relacionamento] ao lado do professor blogueiro, Aluísio Dutra que recentemente publicou matéria informando que Chico Pedra gostaria de revê-la antes de sua morte. A filha Nininha apareceu, mas, infelizmente não deu tempo falar com ele.
Fotos: Bruno Campelo e Josa.  


4 comentários:

  1. por favor repulblique essa materia...
    http://informativopatuense.blogspot.com.br/2011/02/chico-pedra-outono-cantador.html

    ResponderExcluir
  2. Eu tinha quem desse conta das necessidades domésticas de minha família, mas acumulando o cargo de Sec. Saúde do Assú, minha agenda era muito cheia, e vivia "sonhando com uma filha mais velha, que adotasse meus filhos como irmãos de verdade" o destino parecia me apontar para NININHA, apesar de eu ter muitas outras opções.Sentia que ela trazia em si a luz própria que caracteriza as pessoas do BEM...E tudo começou assim ha mais ou menos uns vinte e cinco anos. E desde sempre imenso é meu orgulho de apresentá-la como MINHA FILHA por todos os lugares que passamos. Sabe Aluízio, resgatar a alto estima de uma adolescente que se sentia totalmente triste quanto não ter a presença paterna,entre outras situações desfavoráveis, não foi tarefa fácil, te confesso...Houve tempo que ela não conseguia enxergar todo o potencial que eu vizualizava em seu interior...Tive por vezes de lançar mão de palavras duras, e até chantagens emocionais, tipo:_ Você tem que fazer uma faculdade, pois caso eu morra quem vai cuidar de meu filhos "teus irmãos"...VOCÊ PODE!!! VOCÊ CONSEGUE!!! NÓS ACREDITAMOS EM VOCÊ!!! Era repetido constantemente em nossa casa, numa luta constante contra "os fantasmas, abandonos e desencantos, que matizavam a vida de nossa NININHA!" Quando tive minha segunda filhinha, já existia um amor incondicional a nos unir, e assim ela que já era irmã, virou madrinha de Tatiê, e hoje é também uma Mãe Amorosa e zelosa, e o que minha filha mais nova sente por ela é algo muito semelhante a este sentimento filial.Não foi sem dor que nos separamos quando ela decidiu se casar, nossa a saudade dela era muito grande! Mas constituir sua própria família, e cuidar da mesma com TOTAL DEDICAÇÃO, tenha sido talvez sua libertação de um vazio que sempre a acompanhou e magoou sua existência...Ela superou tudo o que a vida lhe negou e se fez uma excelente Mãe, Madrinha, Filha e AMIGA para toda e qualquer pessoa que tenha a FELICIDADE DE ALGUMA FORMA PARTICIPAR DE SUAS ROTINAS... Nininha é parafraseando o Wando:_ É Luz, é Raio, Estrela e Luar! Em nossas vidas! Linda, Inteligente, VENCEDORA!!! Se formou em Letras, depois fez uma especialização, enfrentando mil e uma dificudades, medos e outras fragilidades humanas, herdadas por ausências de extrema importância na vida de qualquer criança e adolescente...Hoje é uma mulher segura de si, sensível mas consciente de seu crescimento como ser humano, e de como estamos sempre nos renovando e aprendendo...É bom lembrar, que Nininha sempre foi uma "porta aberta"... Que procurou se fazer presente na vida de algumas pessoas que não permitiram em determinado espaço de tempo, que ela participasse da história de vida, que lhe foi roubada... Nela não exite rancor, mágoas ou qualquer tipo de sentimento negativo, pois só sabe AMAR!... Peço a Deus que os "novos irmãos, talvez sobrinhos e amigos" que agora possam a vir lhe conhecer, percebam o quanto ela é ESPECIAL! DOCE, SINCERA e FIEL!!! Pois, eu pressentia que um dia Deus lhe presentearia com este fio da meada que precisava ser resgatado! Que pena que tenha sido assim, em um momento de tristeza, mas tudo tem a hora certa de acontecer! A luz do Sol sempre acaba iluminando os mais sombrios recantos! Bjo no ♥ de todos que estão aí no outro lado, na outra pontinha da família de minha FILHA AMADA! Já estamos querendo bem a TODOS! Um dia comemoraremos juntos este reencontro.Que cada um de nós possamos superar nossas incertezas e materializarmos nossas esperanças.
    Daluzinha Avlis

    ResponderExcluir
  3. Quando recém chegada de Ouro Preto/MG, lá em Carnaubais, onde fui odontóloga e até em um de meus equívocos existênciais, fui vereadora e Presidente da Câmara, visto que para se ser um "edil" deve-se nascer dotado de afinidades com este cargo,e me confesso alguém desprovida dessa condição...Enfim, foi lá através da igreja católica que aos meus 33 anos, finalmente seria crismada, e então que convivi com muitas meninas bem jovens, formando posteriormente com elas o grupo AS LUZIANAS(Filhas de Sta Luzia)e pude perceber como cada uma tinha uma história de vida que merecia distinta atenção e solidariedade, como eram queridas e ao mesmo tempo carentes de apoio e orientações quanto por exemplo a como melhor utilizarem a inteligência, evidente em todas... A identificação com Nininha foi imediata, inclusive pouco tempo depois ela e uma de suas irmãs me tomaram por Madrinha estreitando ainda mais nosso lado afetivo. Fui descobrindo aos poucos como alguém que abre uma arca cheia de pedras preciosas, que ofuscam a visão com seu cintilar, quem era aquela menina, que havia morado por certo tempo, com avôs idosos, depois com outras pessoas, que tinha vários irmãos e era filha de uma mãe que apesar de muito bonita e batalhadora, parecia não ter conseguido conquistar um companheiro realmente comprometido com sua felicidade.

    ResponderExcluir
  4. Olá Aluízio
    Sou Dalva Lucia S.C. Moura, odontóloga, responsável pelo setor de Educação da Vigilância Sanitária/RN, mas publicamente sou mais conhecida como Daluzinha Avlis, uma Contadora de Histórias que há quase quatro anos desenvolve oficial e apaixonadamente a arte milenar da CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS e que entre os dias 23 e 25 de março/2012 esteve coordenando a I MARATONA POTIGUAR DE CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS evento 48 horas ininterruptas( visite por gentileza o www.daluzinhaavlis.blogspot.com ) e no google você pode ainda assistir uma reportagem da INTER TV 360 sobre nossa MARATONA que apresentou mais de 80 CONTADORES DE HISTÓRIAS, quase duzentos VOLUNTÁRIOS, e muiiiiiiiiito mais que de mil visitantes, concretizando-se como um dos maiores eventos culturais que o RN foi palco! Tive a felicidade ainda, de ter a meu lado minhas filhas biológicas, e uma das que meu coração adotou ao longo de minha vida, entre elas, justamente a NININHA, citada nesta postagem como FILHA
    do POETA CHICO DA PEDRA, que segundo fomos informadas tardiamente, demonstrou interesse de vê-la já em momento próximo a sua partida deste mundo dos viventes.

    ResponderExcluir