quarta-feira, 23 de maio de 2018

A História do Atleta Armendes Cardoso

O atleta PM Francisco Armendes Cardoso é o orgulho de Patu pelas diversas conquistas alcançadas em provas de atletismo em vários estados do Brasil. Armendes Cardoso é natural de Caraúbas onde veio residir em Patu no ano de 1979, quando tinha apenas 04 anos de idade. Filho de agricultores, casal Sebastião Cardoso de Sousa e dona Severina Belina da Conceição. O PM Armendes Cardoso teve uma infância de dificuldades, porém digna, ingressou na Polícia Militar do Rio Grande do Norte em 1997, como soldado, alguns anos depois após ser aprovado em concurso interno foi promovido a Cabo e atualmente é Segundo Sargento.
Armendes Cardoso só começou a competir oficialmente em 1999, aos 25 anos de idade, e logo foi ganhando notoriedade entre os atletas norte-rio-grandenses, chamando a atenção da equipe de atletismo da Polícia Militar, sendo convidado para fazer parte da equipe e assim representar a Polícia Militar e o Estado do Rio Grande do Norte nas provas de atletismo por todo o país.
Segundo Armendes, todas as conquistas foram importantes, mas ele considera a mais importante o primeiro lugar na maratona do Rio de Janeiro em 2004.
Ele participou de quatro corridas de São Silvestre, a mais importante corrida de rua do Brasil. A melhor marca alcançada na São Silvestre foi em 2001, quando ele chegou no 23º lugar geral entre os homens, sendo o atleta mais bem classificado do Estado do Rio Grande do Norte, o que lhe rendeu uma recepção de campeão em Patu, com direito a desfile em carro aberto e muitos fogos. A população de Patu deu um grande presente ao atleta, esperando o mesmo chegar na entrada da cidade, bairro da estação, onde uma grande carreata foi realizada na cidade percorrendo várias ruas e avenidas, como se ele tivesse vencido a prova.
Ao ser questionado sobre as principais conquistas, ele disse que além da Maratona do Rio de Janeiro em 2004, o 23º lugar na São Silvestre em 2001, ainda podia relacionar o 9º lugar na volta da Pampulha em 2002, o 1º lugar na corrida de Nova Friburgo no estado do Rio de Janeiro em 2006, o 10º lugar na corrida Sargento Gonzaguinha em São Paulo em 2002, que é uma prévia da São Silvestre e o 3º lugar na meia maratona de Fortaleza em 2003 além dos primeiros lugares nos anos de 2000, 2001 e 2006 na Corrida de Santana em Caícó-RN. Atleta da Polícia Militar do Rio Grande do Norte, o Sargento Armendes Cardoso tem enfrentado ao longo da carreira uma série de lesões que o impediram de participar de várias competições, além de ter que enfrentar tratamentos constantes, afastando-o dos treinos, condição fundamental para um bom desempenho nas competições. O atleta profissional só participa de uma competição quando sente que está em condições de competir. A vida de atleta não é fácil, os treinamentos são constantes e para isso tem que ter uma alimentação balanceada, de preferência com acompanhamento de um nutricionista. Fumar nem pensar, não pode ingerir bebida alcoólica, participar de festas e baladas e nem perder sono, tem que dormir cedo e acordar cedo para os treinos, que são feitos duas vezes ao dia, pela manhã e a tarde. Todos os horários são controlados e cronometrados.
Talvez por ter começado a competir somente aos 25 anos de idade, Armendes teve que enfrentar uma série de lesões. Ele agradece a Deus pela força de vontade e persistência para enfrentar as dificuldades, características dos atletas, bem como a Polícia Militar que o adotou como atleta da corporação, o salário recebido é que lhe dá condições de manter sua família e ajudar nas despesas para se manter afastado das corridas quando está lesionado.
O atleta Armendes Cardoso agradece a todos que colaboram direta ou indiretamente e aqueles que torceram e vibraram com suas conquistas.
A força, persistência e comprometimento do atleta Armendes Cardoso com o atletismo serve de exemplo para outros atletas de Patu que seguem a prática do atletismo, como Paulo Sérgio, Antônio Ferreira, Frank, Tito, Márcio LP e tantos outros que estão seguindo nessa área de esporte. Portanto essa é a história do maior atleta na área de atletismo que Patu adotou como seu filho, o PM Francisco Armendes Cardoso que escreve com caneta de ouro a sua trajetória na história do município de Patu.

Texto de Josemar Vieira.
Blog Patu News.
Atualização: Aluísio Dutra de Oliveira.

















Nenhum comentário:

Postar um comentário