domingo, 12 de fevereiro de 2012

Recuperação


6.dez.2011/Ricardo Stuckert/Instituto Lula

Uma tomografia feita ontem revelou que não há mais sinais de tumor na laringe do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que desde novembro passa por tratamento químio e radioterápico.

Lula, 66, foi internado na tarde de ontem no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, após se queixar de fadiga, falta de apetite e irritação na garganta, efeitos colaterais normais do tratamento.

Segundo o oncologista Artur Katz, que integra a equipe médica que cuida de Lula, o exame foi feito para avaliar possível infecção pulmonar (que foi descartada), e não para investigar o câncer.
"Pegamos uma carona e, do ponto de vista tomográfico, não se vê mais o tumor", disse ele ontem à Folha.
Ele ressaltou, no entanto, que só uma endoscopia, que será feita de quatro a seis semanas depois do fim da radioterapia, poderá revelar com certeza se o tumor desapareceu de fato.
"É o melhor exame para avaliar isso. A tomografia pode não enxergar células cancerosas."
Katz afirma que já era esperado que, nessa altura do tratamento, o tumor estivesse desaparecido.
"De qualquer forma, é uma boa notícia. Nos deixa mais confiantes e mostra que estamos no caminho certo."
Mas isso não quer dizer que o ex-presidente esteja curado. "A gente só fala em cura após cinco anos sem retorno da doença", explica o oncologista.
Em boletim divulgado no início da noite, o Hospital Sírio-Libanês afirmou que o estado de saúde de Lula era bom e que não haveria alteração no plano de tratamento radioterápico, previsto para ser concluído no dia 17.
"Após avaliação, foi constatada apenas presença de inflamação de mucosa da laringe e esôfago, decorrentes da radioterapia", informou o boletim do hospital, acrescentando que o ex-presidente vai permanecer internado "para observação e intensificação das medidas de suporte nutricional, fisioterápicas e fonoaudiológicas".
Nas sessões de fono, Lula fará exercícios de deglutição para facilitar a alimentação e não engasgar. 

Fonte: Folha Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário