sexta-feira, 18 de dezembro de 2020

Deputada Federal Natália Bonavides faz pedido de abertura de CPI para investigar ABIN paralela

 


A deputada federal Natália Bonavides (PT/RN) apresentou pedido de abertura de uma  Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar denúncias sobre o uso do sistema de inteligência para finalidades ilegais e para atender aos interesses particulares da família do presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, e sobre a existência de uma estrutura não oficial de inteligência (ABIN paralela).

Para Natália é inadmissível que o presidente esteja usando órgãos públicos na defesa do filho. “Iniciamos a coleta de assinaturas para a instalação da CPI porque as instituições do Estado não podem ser um puxadinho da família Bolsonaro. É essencial que os orgãos que têm a atribuição de investigar e fiscalizar tomem para si a responsabilidade de buscar provas, pois é nótorio que há indícios do uso ilegal da inteligência por parte da família Bolsonaro. Também pediremos ao STF o afastamento do diretor-geral da ABIN e a investigação de Jair e Flávio. O povo brasileiro merece que essa investigação seja realizada”, pontuou a parlamentar. 

Já existe um investigação em curso na Procuradoria-Geral da República (PGR), aberta após uma Notícia-Crime protocolada por Bonavides, que investiga se a família Bolsonaro mobilizou órgãos do Governo Federal para tentar encontrar elementos para anular as investigações contra o senador Flávio Bolsonaro. Tendo como base reportagens divulgadas na revista Época que trouxeram à tona reuniões e relatórios, feitos por membros do governo, para, provavelmente, auxiliar a defesa do senador no caso das “rachadinhas”. 

Fonte: Mandato da Deputada Natália Bonavides.

Nenhum comentário:

Postar um comentário