terça-feira, 25 de junho de 2019

Governo do RN abre à participação popular o Projeto de Zoneamento do Rio Piranhas-Açu

Moradores de 55 municípios potiguares localizados na bacia do Piranhas-Açu poderão participar dos debates sobre a utilização das águas do rio que corta três regiões do estado. O primeiro ciclo de oficinas para abertas à comunidade começa no dia 2 de julho, em Macau, onde o rio tem foz, e termina no dia 11, em Lagoa Nova, no território Seridó. O objetivo é assegurar transparência e controle social do Projeto de Macrozoneamento Ecológico-Econômico da Bacia do Piranhas-Açu.
“Esse é um projeto estratégico para a sobrevivência do Piranhas-Assu, que é muito importante para o Rio Grande do Norte, como fonte de abastecimento de água de vários municípios e também para a economia de pelo menos três regiões do estado, na agricultura familiar, na pesca, na fruticultura de exportação. Por isso, precisamos cuidar bem dele, promovendo o desenvolvimento sustentável na bacia, com ações integradas do Governo e da sociedade civil, para que o rio continue a cumprir seu importante papel socioeconômico no estado”, afirmou o secretário de Gestão de Projetos e Metas, Fernando Mineiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário