terça-feira, 6 de outubro de 2015

Herval Sampaio critica demora na solução para fim da greve

Desabafo


Desabafo
O professor do curso de Direito da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte e Juiz, Herval Sampaio, criticou a falta de solução para a greve da instituição que já se arrasta há mais de quatro meses. Ele aproveitou o Programa Cidadania, que apresenta na TV Câmara, Canal 16, para, em tom de desabafo, cobrar do governo do Estado, maior atenção para os prejuízos causados pela paralisação, além da necessidade de se dar outro tratamento à UERN.
"Será que o governo está efetivamente preocupado com a educação, ao deixar uma greve por 4 meses desse jeito?, questionou Herval, para quem as diversas rodadas de negociação se esvaziaram pela falta de uma proposta consistente. "Só se deveria deixar a mesa de negociação depois que tudo estivesse resolvido", opinou.
Durante o programa foram dadas informações sobre a abrangência da UERN. Entre os dados, universo de alunos e cursos, bem como os serviços prestados à sociedade potiguar pelas ações não apenas de ensino, mas, de pesquisa e extensão . "Olha a discrepância: mostramos toda a grandeza da UERN e a pequenês dos gestos, como a maneira que ela está sendo tratada", observou, afirmando que o país só vai para frente quando investir em Educação, estendendo a avaliação ao sistema educacional brasileiro.
O professor/juiz disse que, como parte interessada, não queria fazer nenhuma referência à possibilidade de o governo pedir a ilegalidade da greve e justificou o que chamou de desabafo, pela demora na solução.
O Programa Cidadania veiculado no último dia 1° teve como convidado o Reitor Pedro Fernandes que foi entrevistado também pelas outras duas apresentadoras Cheina Gomes e Joyce Morais.
Acompanhe o Programa Cidadania clicando aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário