segunda-feira, 5 de março de 2018

A História da Vinda do Rei do Baião Luiz Gonzaga a Patu.

O Rei do Baião, Luiz Gonzaga, nos anos 50 fez várias turnês pelo Brasil divulgando as suas músicas. Ele percorria todas as regiões com o seu conjunto pé-de-serra formado com o zabumbeiro Catamilho e o “triangueiro” Zequinha. Infelizmente o zabumbeiro Catamilho era alcoólatra, bebia demais e Luiz Gonzaga não gostava. Em 1952, numa turnê pelo sertão baiano, em Itabuna, a capital do cacau, durante um show, Catamilho estava tão bêbado que caiu no palco com zabumba e tudo, Gonzaga ficou irado e Catamilho foi demitido sumariamente, porém o “triangueiro” Zequinha, em solidariedade ao amigo resolveu sair também.
Luiz Gonzaga montou uma nova formação para o seu conjunto pé-de-serra contratando o anão baiano Osvaldo Nunes Pereira, que ele batizou inicialmente de Anão Xaxado e depois de Salário Mínimo por ser baixinho, para ser o triangueiro. Para ocupar a vaga de zabumbeiro, Luiz Gonzaga convidou o engraxate Juraci Miranda que ele conheceu na região do sul do Piauí, que chamava a atenção dos fregueses, porque fazia malabarismo e percussão com as escovas de sapato. No Piauí, o engraxate, de imediato, topou a proposta de tocar com Gonzaga que o batizou de Cacau e assim o novo trio estava formado.
No início dos anos 50 Luiz Gonzaga veio a Patu para divulgar o seu novo disco dentro da programação de percorrer várias cidades do Nordeste. Segundo Paulo Godeiro e Jurandi Gomes conhecido por "Dubelo", Luiz Gonzaga chegou em Patu pela manhã, antes do almoço, e foi para a Fazenda Lajes do amigo Coronel Oliveira Rocha. Segundo Zilar Rocha Fernandes, filha do Coronel Oliveira Rocha, Luiz Gonzaga tinha amizade com o seu pai e todas as vezes que o Rei do Baião vinha para a região ele fazia uma visita ao Coronel na fazenda Lajes. Luiz Gonzaga e seus integrantes no final da tarde se apresentaram no mercado público de Patu debaixo de um barracão onde mesmo cantou vários sucessos antigos e do novo disco de vinil que estava divulgando.
No ano de 1973 o rei do Baião volta a Patu para se apresentar na praça João Carlos. Na época Luiz Gonzaga era o garoto propaganda do "Fumo Dubom" que em Patu e em toda a região tinha a representação do senhor Francisco Calixta de Medeiros conhecido por Chico Calixta, na época era um grande comerciante de fumo em toda região. Através da representação do "Fumo Dubom", Luiz Gonzaga se apresentou no dia 13 de dezembro de 1973 na praça João Carlos, dia do aniversário dele “O Rei do Baião”. Na época várias embalagens do fumo "Dubom" foram entregues como cortesia as pessoas que foram assistir ao show. O senhor Celso Francelino de Almeida, conhecido como Celso de Chicão, lembra bem desse dia pois o mesmo se arrumou para ir assistir ao Show de Luís Gonzaga, mas infelizmente não pode ir pois a sua esposa estava internada no hospital de Patu, pois tinha dado a luz ao seu filho Celso Francelino de Almeida Filho, in memória.
Portanto na história de Patu o Rei do Baião, Luiz Gonzaga, teve duas passagens por nossa cidade, no inicio dos anos 50 e no final do ano de 1973.
Colaboradores: Paulo Godeiro, Jurandi Gomes “Dubelo e Zilar Rocha Fernandes.




Nenhum comentário:

Postar um comentário