quinta-feira, 27 de abril de 2017

Fiocruz libera Aedes aergypti com a bactéria Wolbachia para impedir transmissão de doenças


aedesA Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) liberou milhares de mosquitos Aedes aegypti com a bactéria Wolbachia, no município de Niterói, região metropolitana do Rio, nesta quarta (26). O objetivo é combater os vírus da dengue, zika e chikungunya.
A espécie produzida em laboratório fica impossibilitada de transmitir doenças por causa da bactéria. O método desenvolvido pela Fiocruz teve início de 2012, em localidades da Ilha do Governador e de Niterói.

Nenhum comentário:

Postar um comentário