quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

PT discute a chapa Robinson Faria para Governo e Fátima Bezerra para o Senado



robinson fatima
Jornal de Hoje – Única pré-candidatura definida ao governo do Estado nas eleições deste ano, a postulação do vice-governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria, presidente estadual do PSD, começará a ser discutida nesta quinta-feira pelo diretório estadual do PT, durante reunião da executiva do partido. Na oportunidade, as principais lideranças do PT no Estado, entre elas, a deputada federal e pré-candidata ao Senado, Fátima Bezerra (PT), e o deputado estadual Fernando Mineiro, estarão reunidas com o governadorável do PSD e lideranças dessa legenda, como o deputado federal Fábio Faria e os deputados estaduais José Dias e Gesane Marinho, além do prefeito da segunda maior cidade do estado, Mossoró, Francisco José Júnior.
A reunião foi marcada a pedido do PT, que está dialogando com os partidos em torno das alianças políticas para as eleições deste ano. Diante do quadro de alianças que se desenha no Rio Grande do Norte, o presidente do PT, Eraldo Paiva, já admite a possibilidade de aliança com o PSD, em torno da candidatura de Robinson Faria a governador do Estado. “Nós tiramos como recorte fazermos aliança no estado com partidos que compõem a base da presidente Dilma. Então, o PSD do vice-governador Robinson é um partido que já nos colocou oficialmente e declarou o apoio a Dilma, inclusive o prefeito de Mossoró, que é do PSD, já declarou apoio a Dilma também. Nós vamos conversar nesta quinta”, explicou Eraldo.
A aliança entre PSD e PT está sendo dada como certa já pela classe política do Rio Grande do Norte, como opção a uma chapa mais ampla que reuniria, num outro palanque, o PMDB, o PSB, e, possivelmente, o DEM e o PSDB, partidos que não estão alinhados com o projeto nacional do PT, que é de reeleição da presidente Dilma Rousseff. “Então o PSD, por ser um partido da base de sustentação do nosso governo no Congresso, como também por apoiar a reeleição da presidenta Dilma, será um partido com quem vamos dialogar a luz do que diz a resolução estadual e o que diz a resolução nacional do PT”, frisou Paiva.
Jornal de Hoje.

Nenhum comentário:

Postar um comentário