quarta-feira, 7 de agosto de 2019

Zenaide: “Reforma da Previdência não retira privilégios nem cobra de grandes devedores e sonegadores”


Em pronunciamento no Plenário na tarde desta quarta-feira (07), a senadora Zenaide Maia lembrou que o Senado é uma Casa revisora e que a sociedade espera que, como tal, ele cumpra o seu papel de analisar item por item o texto da Reforma da Previdência (PEC 06/19) aprovado pela Câmara.  “Temos ouvido que esta Casa só vai carimbar o que for aprovado pela Câmara, mas quero lembrar aos colegas parlamentares da nossa imensa responsabilidade, pois mais importante do que votar, é revisar”, destacou Zenaide.
Para a senadora, a desculpa usada rotineiramente para o Senado não modificar matérias aprovadas pela Câmara, de que isso atrasa o processo, não pode mais ser aceita. “Esta é uma casa revisora, temos que analisar item por item e modificar o que entendermos que não está certo”, ressaltou a parlamentar.
Apesar de o texto final ainda estar sendo votado na Câmara nesta quarta, a senadora afirmou considerar que existem várias injustiças na proposta. Ela citou, por exemplo, o pedágio, que seria de 100% para servidores públicos e da iniciativa privada e de apenas 30% para políticos. Também lembrou que, desde 2003, servidores públicos não têm mais direito à aposentadoria integral e quem entrou a partir de 2013, só receberá pelo teto da Previdência. Mais que isso, terá que contribuir para a previdência pública. Mesmo assim, alguns deles, inclusive, tiveram suas aposentadorias drasticamente reduzidas pelo texto da Câmara.

Nenhum comentário:

Postar um comentário