quinta-feira, 27 de junho de 2019

A História da Rádio Serrna FM de Patu-RN

 A comunicação social em Patu em tempos áureos, era realizada através de amplificadores de som em locais fixos e móveis, através de carros de som, como até hoje existe essa prática. Essa marca de trabalho sempre foi forte no município, podemos citar a amplificadora de som localizada no antigo prédio Castelo Branco sendo coordenada por Nestor Tampinha e Lourdes Carlos, bem como o programa “A voz do município tendo a frente o comunicador social Miguel Câmara Rocha. Destacamos outros patuenses que atuaram na comunicação, como por exemplo: Raimundo de João Inácio, que possuía uma rural com alto-falantes que divulgava os eventos da cidade e Sezildo Câmara que atuava como jornalista e assessor de comunicação da prefeitura municipal de Patu.
Nos anos oitenta o Padre Silvano Schoemberger instalou uma amplificadora de Som na Igreja de Nossa Senhora das Dores que servia para anúncios da Igreja bem como da comunidade. As jovens que prestavam serviços na Casa Paroquial desempenhavam o papel de informar e divulgar as celebrações da Igreja e as notas e avisos da comunidade na amplificadora.
No ano de 1997 nascia em Patu um movimento sociocultural denominado de Patu 2001 que tinha como objetivo de provocar a sociedade e os poderes constituídos sobre várias temáticas como: fenômenos da seca, violência, negritude, saúde mental, inclusão social, patrimônio histórico, radiodifusão comunitária entre outros. O movimento Patu 2001 foi idealizado pelo médico psiquiatra e pesquisador social Epitácio Andrade Filho que recebeu a parceria de várias pessoas e entidades no município e no estado. Sobre rádio comunitária, o movimento Patu 2001 realizou uma palestra no mês de outubro de 1997 no cruzamento das ruas Francisco Dutra de Almeida e Capitão José Severino, na ocasião foi debatido sobre o funcionamento e objetivos de uma rádio comunitária com vistas a democratização das informações.
O professor Aluísio Dutra de Oliveira assistiu a palestra proferida por João Batista de Moura, conhecido com João de Chico de André e dias depois conversou com o Pe. Francisco Carlos Azevedo, pároco local, sobre a possibilidade de se fundar uma rádio comunitária. A ideia foi tomando corpo e na primeira reunião para tratar do assunto já se contava com um bom número de pessoas. A partir dessa reunião o professor Aluísio Dutra de Oliveira procurou informações sobre os procedimentos de constituição de uma rádio comunitária para iniciar o processo. No início do ano de 1998 os contatos com as pessoas da comunidade eram feitos, envolvendo também o apoio de entidades e no dia 23 de março de 1998, na sala de reuniões da Igreja de Nossa Senhora das Dores “Sacristia” era fundada a Associação Comunitária Patuense sendo eleito como presidente o professor Aluísio Dutra de Oliveira, vice-presidente: Evandro Carlos Oliveira Moura, Primeira Secretária: Maria Naureni Nunes Leite, Segunda Secretária: Milla Crhistian Cândida Cortez, Primeiro Tesoureiro: Sandoval Francelino de Moura, Segundo Tesoureiro: Carlos Magno Freire Godeiro, Conselho Fiscal: José Nair Nunes, Edeládio Benigno de Moura e Joéliton Rafael de Queiroz. Após a constituição da Associação Comunitária Patuense, teve início o processo para as providências sobre a documentação necessária para requerer o pedido de concessão de um canal de rádio comunitária para o município de Patu junto ao Ministério das Comunicações, fato esse que aconteceu no mês de outubro do mesmo ano. A elaboração do projeto técnico teve a participação do Técnico de Rádio José Maria Figueiredo "karoe".
A Associação Comunitária aprovou em abril de 1999 a equipe dirigente da Rádio Patu FM que ficou assim composta: Diretor Geral: Aluísio Dutra de Oliveira, Vice-Diretor: Pe. Francisco Carlos Azevedo, Diretor de Programação: José Bezerra de Assis, Diretor Financeiro: Evandro Carlos Oliveira Moura, Diretor de Publicidade: João de Deus Henrique Godeiro e Diretor Técnico: José Maria Figueiredo. A ideia foi se espalhando e a população começou a ajudar fazendo a doação de CDs e outros equipamentos. O transmissor foi adquirido com o apoio da prefeitura municipal de Patu, que tinha como gestor o médico Ednardo Benigno de Moura. A vontade da rádio ir para o ar era tão grande que no dia 17 de maio de 1998 a rádio comunitária Patu FM entrava no ar pela primeira vez na frequência de 101.5 Mega Hertz. O estúdio funcionou provisoriamente em um quarto da casa paroquial durante alguns meses enquanto o novo estúdio era construído entre a casa paroquial e a Igreja de Nossa Senhora das Dores, com a doação de materiais pela população e o comércio local.
A primeira programação da Rádio Comunitária Patu FM era assim levada ao ar para os ouvintes: 
 Programas de Segunda a Sexta Feira:
06:00 às 07:30 h – Programa Despertar com o Senhor. Responsabilidade da Igreja de Nossa Senhora das Dores.
07:30 h às 10:00 h – Programa Bom Dia Cidade: Sandilene Dutra.
10:00 às 11:30 h – Recadinhos do Coração: Zilklênio Azevedo.
11:30 às 12:00 h – Resenha Esportiva 101.5: Fábio Praxedes.
12:00 h às 13:00 h – Hora do Rei. Jaílson Aragão.
13:00 h às 14:00 h – M.P.B – Maria da Glória Andrade.
14:00 h às 15:00 – Mistura de Ritmos – Maria da Glória Andrade.
15:00 h às 17:00 h -Matando a Saudade. Josa Kung Fú.
17:00 h às 18:00 h – Louvores ao Senhor – Carlos Magno Freire Godeiro.
18:00 h às 19:00 h – Hora do Ângelus. Renovação Carismática Católica.
19:00 h às 20:00 – A Voz do Brasil. Radiobrás.
20:00 h às 21:00 h – Seleção da Noite. Paulo Maia.
21:00 h às 23:00 h – Toque Romântico. Paulo Maia.

Programação aos Sábados:
06:00 às 07:00 h – Programa Sertão Viola e Poesia. Responsabilidade: José Bezerra de Assis e Aluísio Dutra de Oliveira.
07:00 h às 08:00 h – Programação Musical.
08:00 às 10:30 h – Manhã Sertaneja. Leonardo Alves “Léo”.
10:30 às 12:00 h – Esporte Total - Fábio Praxedes.
12:00 h às 12:20 h – A voz da Paróquia. Pe. Carlos.
12:20 h às 13:00 h – Programa Boas Novas. Assembleia de Deus;
13:00 h às 16:00 – Clube do Povão – Galego Vovô.
16:00 h às 16:50 h – Saúde, Amor e Paz. Igreja Adventista.
16:50 h às 17:40 h – Avivamento Bíblico – Igreja Avivamento Bíblico.
17:40 h às 18:00 h – Músicas.
18:00 h às 19:00 – Hora do Ângelo. Renovação Carismática.
20:00 h às 21:00 h – Seleção da Noite. Paulo Maia.
21:00 h às 23:00 h – Toque Romântico. Paulo Maia.

Programação aos Domingos.
06:00 às 07:00 h – Programa Despertar com Cristo. Aguinaldo Gomes.
07:00 h às 08:00 h – Programação Musical.
08:00 às 10:00 h – Missa do Domingo – Igreja Matriz.
10:00 às 12:20 h – Show do Domingo. Lamarck Lima.
12:20 h às 13:00 h – Programa Boas Novas. Assembleia de Deus.
13:00 h às 16:00 h – Programa de Volta a Boemia. Stanlislau Lima.
16:00 h às 16:50 – Saúde, Amor e Paz. Igreja Adventista.
16:50 h às 17:40 h – Avivamento Bíblico. Igreja Avivamento Bíblico.
17:40 h às 23:00 h – Musical livre. Nessa programação trabalharam como controlistas as seguintes pessoas: Jailson Aragão, Lucenildo Aprígio “Nildo”, Zilklênio Azevedo e Edson Gomes “Edinho”. A programação da Rádio Patu FM era um grande sucesso de audiência em Patu e cidades vizinhas onde o som era captado, sendo interrompido em virtude de uma denúncia feita a ANATEL – Agência Nacional de Telecomunicações. No dia 28 de abril de 1999 a ANATEL veio a Patu e lacrou o transmissor de FM, mas não levou o mesmo. A população ficou muito triste com o ocorrido, ao mesmo tempo que fazia pressão para que a rádio voltasse ao ar pois fazia um bem muito grande a comunidade. A direção da rádio se reuniu e decidiu voltar a colocar a rádio no ar, mas, meses depois a polícia federal veio buscar o transmissor em definitivo. Um novo transmissor foi comprado em Campina Grande-PB, através de um empréstimo feito ao empresário Jaílson Henrique Godeiro para ser descontado em forma de apoio cultural do seu estabelecimento comercial, o Grupo Nego Jaia. Ouvindo o clamor da população a direção da Rádio se reuniu e decidiu colocar no ar novamente, mas, com nova denominação, passando a ser Serrana FM, na frequência de 102,3 Mega Hertz. O estúdio da Serrana FM chegou a ser instalado em vários locais (Banheiro do Salão Paroquial, Quintal da Casa Paroquial e Residência de Dona Salete Dantas) em virtude das constantes visitas da ANATEL e Polícia Federal. Uma nova programação foi montada e a rádio Serrana FM seguiu em frente.
Programação da Serrana FM
 
Programas de Segunda a Sexta Feira:
06:00 às 07:30 h – Programa da Igreja de Nossa Senhora das Dores.
07:30 h às 10:00 h – Manhã de Sucessos: Sandilene Dutra.
10:00 às 11:30 h – Disk Tok: Zilklênio Azevedo.
11:30 às 12:00 h – Resenha Esportiva 102.3: Fábio Praxedes.
12:00 h às 13:00 h – Jornal do Meio Dia. Aluísio Dutra de Oliveira
13:00 h às 14:00 h – M.P.B – Maria da Glória Andrade.
14:00 h às 15:00 – Mistura de Ritmos – Maria da Glória Andrade.
15:00 h às 17:00 h – Lú Farias Show- Lú Farias.
17:00 h às 18:00 h – Forró do Paulo Maia. Paulo Maia.
18:00 h às 19:00 h – Hora do Ângelo. Renovação Carismática Católica.
19:00 h às 20:00 – A Voz do Brasil. Radiobrás.
20:00 h às 22:00 h – Noites de Sucessos.
22:00 h às 24:00 h – Programa Jovem Noite. Segundo Godeiro.

Programas aos Sábados.
 
05:00 às 07:00 h – Programa Nordeste ao Som da Viola: Zé Bezerra e Aluísio Dutra de Oliveira.
07:00 h às 09:00 h – Manhã de Sucessos: Mônica Kely.
09:00 às 12:00 h – Disk Tok: Zilklênio Azevedo.
12:00 h às 13:00 h – Jornal do Meio Dia. Aluísio Dutra de Oliveira
13:00 h às 16:00 h – Parada Popular. Galego Vovô.
16:00 h às 18:00 – Programação Musical.
18:00 h às 19:00 h – Hora do Ângelo. Renovação Carismática Católica.
19:00 h às 22:00 – Francisco Mascena Cordeiro.
22:00 h às 24:00 h – Programa Jovem Noite. Segundo Godeiro.

Programas aos Domingos.
05:00 às 07:00 h – Programa Evangélico.
07:0 h às 08:00 h – Programa da Pastoral da Criança.
08:00 às 10:00 h – Transmissão Missa Igreja Matriz.
10:00 h às 12:00 h – Músicas
12:00 h às 13:00 h – Músicas
13:00 h às 18:00 – Músicas
18:00 h às 19:00 h – Programa ECC – Igreja Católica.
19:00 h às 22:00 – Momento de Saudade – Aluísio Dutra de Oliveira.
Os controlistas que prestaram serviços na Rádio Serrana FM foram os seguintes: Jailson Aragão, Lucenildo Aprígio "Nildo", Isack Alves, Edson Gomes "Edinho", Claudemir de Freitas, Isack Matchel, Ismael Medeiros, Fabiana, Iran Almeida, Irami Bezerra. A Serrana Fm na sua programação diária levava ao ar notícias, entretenimento, entrevistas, debates, transmissões de missas, cultos evangélicos, romarias, transmissões esportivas, vaquejadas, feira da cultura, festa da padroeira, festa de Santa Teresinha, ou seja, uma rádio eclética desenvolvendo o seu papel de comunicação em todas as áreas sociais. O sucesso da Rádio Serrana era muito grande, a sua audiência em Patu e na região se propagava muito rápido. A rádio se preocupava em debater a democratização das informações e realizou três encontros sobre Rádio Comunitária e Saúde Mental, sendo um realizado em Patu-RN, outro em Martins-RN e o terceiro na cidade de Rafael Fernandes-RN. Durante a existência da Rádio Serrana FM vários artistas foram entrevistados em sua programação como podemos citar: Alcimar Monteiro, Reginaldo Rossi, José Ribeiro, Maurício Reis, Amazan, Sirano e Sirino, Toca do Vale e tantos outros. No mês de agosto de 2004, no dia 22 de agosto, a Rádio Serrana FM sofreu uma ação muito forte pela Polícia Federal, uma operação feita por vários agentes e diversas viaturas comandadas pelo diretor da PF, Dr Linário Leal chegou nas dependências da rádio e deteve todos os que estavam presentes no estúdio e só liberou com a presença do responsável pela rádio, no caso, o professor Aluísio Dutra de Oliveira. Naquele dia fatídico o diretor da rádio foi detido e obrigado a entregar o transmissor de FM que estava instalado, estrategicamente, na torre da Igreja Matriz de Nossa Senhora das Dores. O diretor da polícia federal interrogou o professor Aluísio Dutra de Oliveira por seis horas na sede do cartório de Patu. Após aquela investida da Polícia Federal nunca mais a rádio Serrana FM seguiu com o seu projeto de comunicação, ficando na memória da população patuense as ótimas ações desenvolvidas por um verdadeiro canal de comunicação popular e comunitário servindo ao seu povo. Infelizmente a fúria dos poderosos e de pessoas egoístas, mesquinhas e maquiavélicas destruíram algo que só fazia o bem ao município e a região. Essa é portanto a história da Rádio Serrana FM de Patu que deixou a sua marca na lembrança e nas ações desenvolvidas no município de Patu e região, desempenhando o papel de um verdadeiro veículo de comunicação social e popular, merecendo, com justiça, fazer parte da história de Patu.
Reportagem: Aluísio Dutra de Oliveira.

Pastor Costa (Igreja Adventista)
Adalgisa Moura (Renovação Carismática)
Ismael Medeiros (sonoplastia)
Iramir Bezerra (sonoplastia)
Sandoval Moura e Maria José (E.C.C)

Carlos Magno Freire Godeiro (Igreja Assembleia de Deus)

Lêda Câmara (Secretária)


Glória Andrade (Locutora)
Padres Irismar, Tarcísio, Carlos e o missionário Bruno
Edson Gomes "Edinho" (sonoplastia)
Fundadores da Serrana FM, Padre Carlos Azevedo e Aluísio Dutra de Oliveira
Padres Tarcísio Weber e Carlos Azevedo
Paulo Maia (Locutor)
Aluísio Dutra de Oliveira (Apresentando o Jornal do Meio Dia)

Marcos Rodrigues (sonoplastia)
Lú Farias (Locutora)
Raimundo Cardoso e José Oliveira (repentistas)
Cantor Sirano visita a Serrana FM
Aluísio Dutra e Fábio Praxedes (construção do estúdio da Serrana FM)
Sandilene Dutra (locutora)
Zilkênio Azevedo e Fábio Praxedes
Mascena Cordeiro(Locutor)
Mônica Kely (Locutora)
 
 
 



Nenhum comentário:

Postar um comentário