domingo, 24 de março de 2019

A História de Vicente Felipe de Moura.


              
VICENTE FELIPE DE MOURA nasceu no dia 24 de Dezembro de 1925, na Fazenda Carnaúba, município de Patu (RN). Filho de Pedro Felipe de Moura(in memoriam) e Maria da Paz de Moura(in memoriam). Vicente Felipe, ainda criança acompanhava seus pais e irmãos no trabalho do campo, onde se revelou o seu amor pela terra e pela agricultura.  Aos 14 anos de idade, Vicente Felipe perde sua mãe. Um momento de grande tristeza para sua vida. Alguns anos depois, seu pai Pedro Felipe casa-se com Ana Pereira de Andrade, “madrinha Nana” forma carinhosa que os mais próximos a chamavam. Do primeiro casamento de seu pai, Vicente teve seis irmãos: Antônio Felipe (in memoriam), Luiz Felipe (in memoriam), Tião Felipe (in memoriam),  Zé Felipe,  Maria Francelina (in memoriam) e Joca. Da segunda união, nasceram Marizonete, Mundinho, Francisco(in memoria), Marilene e Joãozinho. Ele também teve quatro irmãos adotivos: Expedito, Zezito (in memoriam), Marizete e Antonizete (in memoriam), somando-se assim, 15 irmãos, mantendo  sempre uma relação de muita união e carinho.  

 No dia 23 de Outubro de 1947, Vicente Felipe se une em laço matrimonial com sua prima legítima Maria Francisca de Moura(in memoriam), iniciando uma jornada, marcada pelas dificuldades e pelo companheirismo, atributos a uma convivência que durou 69 anos. Dessa união, nasceram 11 filhos, 41 netos, 42 bisnetos e 02 trinetos. Vicente Felipe tinha na agricultura o sustento para sua família, mas como desde jovem trazia consigo o espírito de trabalhador e de empreendedor procurou novos desafios para aumentar sua renda, dedicando-se 20 anos de sua vida a barbearia. Trabalhava como barbeiro nos finais de semana na cidade de Patu com os companheiros Cícero Barbeiro, Almino Bento e Aureliano. Ainda trabalhou como motorista e comerciante. 
Nos anos 70 fez parte do conselho de comissários de menores com  Zé Felipe, João de Celso, Chico do Hotel, Valdemar do Lima, Coronel, Zé Pequeno, Manoel Grande, Dede de Laura, Francisco de João de Cícero, Cabidela de João de Cícero, Zé de Chicão, Luiz Felipe, Antoneles, José Joaquim, Dr: Cícero, Chico Inácio, Gelon e Joaquim do Detran. Aos domingos, Vicente frequentava o Forró de Lúcia Brígida, onde gostava de dançar, divertir-se e fazer  amizades. 
                 No dia 16 de agosto de 2016, Vicente perde sua esposa Maria, momento de grande tristeza para ele, seus filhos, netos, bisnetos, trinetos e toda a família que mantêm vivos em seus corações as lembranças das festas, dos encontros, das novenas e da grande alegria que Dona Maria representava para a Fazenda Carnaúba. Hoje, aos 93 anos, Vicente permanece em sua residência, onde recebe os cuidados da sua filha Joana Dar’c Moura e do seu genro Agildo Martins de Moura.

Fonte das Informações: 
Francinete de Moura Dutra.
Sandilene de Moura Dutra.
Fotos Cedidas.

 Construção do Açude da Carnaúba

Construção do Açude da Carnaúba

 Almino Bento, Aureliano e João Pereira

 Família de Vicente Felipe de Moura

Família de Vicente Felipe de Moura

Família de Vicente Felipe de Moura

 Família de Vicente Felipe de Moura

 Família de Vicente Felipe de Moura

Vicente Felipe e Tião Felipe

Nenhum comentário:

Postar um comentário