domingo, 27 de janeiro de 2019

História de Chico Conegundes.

Francisco Dantas de Rezende, conhecido por todos como Chico Cunegundes, nasceu na cidade de Campina Grande aos 18 de maio de 1938, filho de Cícero Dantas de Rezende e Francisca Efigênia da Silca. Chico Conegundes veio morar em Patu-RN com três anos de idade na companhia de seus pais. Após algum tempo seu pai veio a falecer, por esta ocasião, sua mãe o deixou com seis anos de idade na companhia do casal de comerciantes Cunegundes Hemetério e Severina Dias da Silva, que o criaram. Impende ressaltar que, esse casal iniciou seu trabalho como comerciante nesta cidade no ano de 1933, verdadeiros pioneiros do comércio local. Com apenas oito anos de idade começou a trabalhar no comércio, mas não deixava os estudos. 
Quando não estava trabalhando, estava na escola. Estudou no Grupo Escolar João Godeiro, na Escola de Lígia Carlos e também com a professora Raimunda Cleonice Dantas, hoje Educandário Santa Terezinha. Com o falecimento de Cunegundes Hemetério em 12/04/1981, Francisco Dantas de Rezende (Chico Cunegundes), deu continuidade ao seu ofício de comerciante, administrando a empresa que levava o nome de Casa Cunegundes, homenagem in memoriam, a seu pai adotivo. É sabido por todos de sua dedicação e amor ao comércio Patuense. Sempre procurou fazer o melhor, oferecer um bom atendimento e acima de tudo acreditar nas pessoas. Seu jeito sereno cativava seus fregueses e até hoje só se ouve falar bem a seu respeito. Foram 50 anos de serviços prestados a Patu-RN e região como comerciante. A Casa Cunegundes fechou suas portas com seu falecimento ocorrido em 02/12/2009. 
Entretanto, ele deixou um legado incontestável no ramo do comércio e impulsionou sua sobrinha Gianni Dias Soares a seguir na profissão. Chico Conegundes era fã do cantor Nelson Gonçalves, sua sobrinha Gianni Dias o homenageou com um trecho de um sucesso do cantor Nelson Goçalves, chamado Naquela Mesa:


[...] Eu não sabia que doía tanto
Uma mesa num canto, uma casa e um jardim
Se eu soubesse o quanto dói a vida
Essa dor tão doída não doía assim
Agora resta uma mesa na sala
E hoje ninguém mais fala do seu bandolim.
Naquela mesa tá faltando ele
E a saudade dele tá doendo em mim.
(Nelson Gonçalves)

Ai está a singela história de Francisco Dantas de Rezende, carinhosamente conhecido por Chico Conegundes, um dos comerciantes mais antigos de Patu. Homem simples, respeitado por todos os seus familiares e amigos comerciantes pelo seu jeito humilde e manso de ser e que por isso deixou o seu legado, fazendo parte da história do município de Patu.


Reportagem: Aluísio Dutra de Oliveira.
Texto: Gianni Dias Soares.


Fotos: Cedidas pela Família.


Nenhum comentário:

Postar um comentário