segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

EM ENTREVISTA A RÁDIO CENTENÁRIO CARAMURÚ PAIVA ANALISOU OS DADOS SÓCIOECONOMICOS DO IBGE SOBRE O RN


Nesta sexta-feira (1) o assessor da Senadora Fátima Bezerra, o engenheiro Caramurú Paiva esteve na Rádio Centenário de Caraúbas aonde na entrevista ao jornalista Gilson de Souza analisou os dados apresentados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE sobre a situação social e a economia do estado do Rio Grande do Norte.
O principal dado observado por Caramurú Paiva foi a renda média das pessoas que vivem na capital que está no valor de R$ 2.604,00 enquanto que a renda média per capita do interior é de R$ 1.154,00. “É como diz o professor João Freire: existe um Rio Grande do Norte da reta Tabajara e outro no restante do Estado”, comentou Caramurú Paiva.

Na opinião de Caramurú Paiva entre os fatores que promoveram esta disparidade estão a concentração dos investimentos e incentivos para a instalação de empreendimentos na capital. Segundo ele, o interior potiguar possui um privilégio estratégico de está equidistante de 3 grandes centros que são Fortaleza, Natal e Recife. “Uma empresa que produza no interior do Estado ganha metade do percurso em relação a qualquer outra que produza nestas capitais”, disse Caramurú.
Outra alternativa é o investimento na política de desenvolvimento territorial aproveitando as potencialidades existentes no interior do Estado. “O Rio Grande do Norte tem uma imensidão de possibilidades de desenvolvimento das suas microrregiões como a culinária seridoense, o turismo serrano no oeste, a fruticultura do vale do Assu e por aí vai. O importante é que se perceba a diversidade regional como oportunidade para fortalecer a economia e reduzir as desigualdades entre interior e capital”, concluiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário