segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Senadora Fátima realiza ciclo de debates sobre PEC do Teto


Os senadores Fátima Bezerra, Gleisi Hoffmann e Paulo Paim realizam audiência pública para discutir os impactos da PEC 241 – agora chamada de PEC 55 – na educação nesta segunda-feira(31). 

O evento é parte do ciclo de debates “As propostas de limitação aos gastos públicos, com efeitos nas políticas educacionais e sociais” e contará com participação da estudante paranaense Ana Júlia, que ficou conhecida pela defesa do movimento secundarista. 
A audiência será a Comissão de Direitos Humanos do Senado Federal a partir das 9h e deve reunir entidades, comunidade escolar e população em geral. O evento será realizado em caráter interativo.

A Voz do Brasil estreia hoje em novo formato


radio 1Estreia hoje (31), com nova roupagem, o programa A Voz do Brasil, da Empresa Brasil de Comunicação (EBC). Em seu novo formato, o programa de rádio mais antigo do Brasil será mais interativo e próximo do cidadão. Haverá novos quadros, com jornalismo, prestação de serviço e diálogo com os ouvintes. Uma das grandes mudanças será a maior participação da audiência.
A ideia é oferecer um programa que lembre menos o formato solene e distante de décadas anteriores e tenha uma linguagem menos formal, mais próxima do cidadão. O programa contará com novos apresentadores – Airton Medeiros e Gláucia Gomes. “A ideia da nova Voz do Brasil é aproximar o cidadão, trazê-lo mais para perto da notícia, da informação. Fazer com que o cidadão interaja com o que fazemos aqui na EBC. A gente não pode estar distante”, diz Gláucia à Agência Brasil.
Os ouvintes poderão tirar dúvidas sobre programas sociais, sobre o trabalho do presidente da República e ministros ou esclarecer informações, como tirar documentos, por exemplo, além de fazer perguntas para os integrantes do Poder Executivo. O programa abrirá canais de e-mail e telefone, além de um número de WhatsApp para interagir com o público. Pelo aplicativo, os ouvintes poderão enviar mensagens para a produção pelo número 61 99862-7345.

Eleições municipais podem ser anuladas em 147 cidades


Reportagem do jornal O Globo, assinada por Carolina Brígido, traz a informação de que dos candidatos a prefeito mais votados no primeiro turno, 147 não obtiveram registro até agora. Eles entraram com recursos judiciais e devem ter a situação definida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) até o fim de dezembro. Em caso de indeferimento definitivo do registro, será necessário realizar nova eleição no município, de acordo com a minirreforma eleitoral aprovada recentemente pelo Congresso Nacional. A situação ocorre em 22 estados. No Rio de Janeiro, são nove municípios: Casimiro de Abreu, Teresópolis, Niterói, Arraial do Cabo, Cabo Frio, Iguaba Grande, Itaguaí, Conceição de Macabu e Rio Bonito.
— Agora a lei não permite mais que o segundo lugar assuma, em se tratando de anulação da eleição, haverá a realização de eleição suplementar, e isso certamente no futuro vai estimular a judicialização gratuita, que é muito comum até aqui. Esse é um esforço que temos que fazer até dezembro, para definirmos todas as situações — afirmou Gilmar.
Para o ministro, o alto número de prefeitos eleitos com a situação judicial indefinida ocorreu porque, com a mudança na lei, as candidaturas foram registradas mais tarde do que nos anos anteriores, dando menos tempo para a Justiça Eleitoral analisar todos os recursos antes das eleições. Segundo Gilmar, essa situação precisa ser avaliada pelo Congresso.

Novembro Azul: pacientes com câncer devem lutar pelos seus direitos

Segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer de mama é o tipo de tumor mais comum entre as mulheres de todo o mundo, respondendo por cerca de 25% dos novos casos a cada ano. Já o câncer de próstata é o tipo de tumor mais comum entre os homens no Brasil, ficando atrás apenas do câncer de pele. Por este motivo, todos os anos os meses de outubro e novembro são dedicados a campanhas de conscientização com informações sobre estas doenças.

Em ambos os casos, o diagnóstico precoce é de fundamental importância, elevando as chances de cura. O tratamento pode ser cirúrgico, quimioterápico, radioterápico, hormonal, ou mesmo combinado entre estas opções, dependendo da avaliação médica de cada caso.
É importante esclarecer que os pacientes com câncer têm diversos direitos assegurados na legislação, no intuito de procurar tornar menos difícil a luta contra a doença. Nesse contexto, a legislação assegura aos pacientes oncológicos que tenham garantido o primeiro tratamento pelo SUS, em até 60 dias a partir da assinatura do diagnóstico em laudo patológico.

quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Especial: A Passagem de Lampião por Antônio Martins.

Por José Romero Cardoso e Marcela F. Lopes
Quando da formidável marcha do bando de Lampião pelas veredas do oeste potiguar, intuindo objetivo maior, qual fora, atacar Mossoró, na época já considerada a segunda cidade do estado do Rio Grande do Norte, nenhum lugarejo sofreu mais que a localidade de Boa Esperança (hoje município de Antônio Martins).
Em 12 de junho de 2015 estivemos visitando a aprazível cidade, quando constatamos que continuam vivas as marcas deixadas pelo sinistro bando, não obstante mais de oitenta anos assinalarem a verdadeira faina maldita que deixou sinais evidentes de que as tristes horas jamais se apagarão da memória da simpática gente, embora a maioria não estivesse presente naqueles fatídicos momentos de terror e apreensão, tendo em vista que os mais velhos se responsabilizam pela transmissão dos fatos verificados naquele longínquo ano de 1927.

Conversando com pessoas do lugar, houve ênfase ao que literato como Raul Fernandes, em A marcha de Lampião: Assalto a Mossoró, imortalizou em letras garrafais, pois, transmitidas de geração a geração, as histórias da presença do bando de Lampião em Antônio Martins denotam a perpetuação da memória sobre os mais absurdos atos ignominiosos perpetrados pelo banditismo rural sertanejo contra a indefesa população do lugar.
Boa Esperança em seu bucólico cotidiano esperava a banda da vizinha cidade de Martins, pois aproximava-se a festa do padroeiro Santo Antônio. Ao invés dos acordes amistosos, executando músicas tradicionais e conhecidas, despontou célere o bando de Lampião.

O lugarejo passou a ser literalmente revolvido, com cangaceiros se apossando de tudo e de todos, destruindo tudo que encontravam pela frente e praticando atos deliberados de vandalismo.
Cidadão de nome Vicente Lira foi aprisionado quando chegava à cidade. Lampião em pessoa colocou-o na frente da alimária. Pisoteado nos pés pelo animal montado pelo rei do cangaço, Vicente Lira segurou firme nas rédeas. Lampião não gostou, tendo desferido diversas cutiladas do seu punhal de lâmina perfurante no desditado sertanejo. Escapou milagrosamente, tendo morrido de morte natural muitos anos depois.
Irmãos que há tempos não se falavam foram amarrados em formigueiro. Seresteiro descontraído teve o violão enfiado cabeça a dentro, ficando o mesmo como espécie de colarinho.
Melancias foram atiradas contra frágeis cabeças, enquanto pulos do gato foram ensaiados, os quais consistiam em atirar para cima infelizes criaturas, para que as mesmas conseguissem, sem sucesso, a mesma performance dos cangaceiros quando das lutas nas caatingas.
Conceituado cidadão de nome Augusto Nunes teve armazém depredado, queimado, destruído na expressão literal do termo. Prejuízo incalculável que colocou por terra anos de trabalho árduo.
A esposa deste, de nome Rosinha Novaes, era preparada para seguir o bando, como refém. Já estava em cima de um burro quando gritou desesperada que se fosse na terra dela aquilo não aconteceria.
Indagada sobre qual terra era natural, tendo respondido ter nascido em Floresta do Navio, berço de cangaceiros e coiteiros, pertencente ao ramo dos Novaes, prima de Emiliano Novaes, serviu de senha para que o suplício maldito terminasse.
Lampião, avisado por Sabino Gório sobre a presença de uma pessoa da família Novaes em Boa Esperança, deu por encerrada a sessão de horror perpetrada pelos cangaceiros contra aquele povo pacato e trabalhador.
Boa Esperança deveu muito a Dona Rosinha Novaes pelo fim do terrível sofrimento que foi imposto pelo bando de Lampião quando de sua passagem inglória pelo simpático lugarejo.
A memória da população está acesa no que diz respeito aos malditos momentos que seus antepassados passaram nas garras do bando de Lampião, pois é consenso geral as amarguras deixadas pela horda comandada pelo mais audacioso cangaceiro de todos os tempos.
José Romero Cardoso e Marcela F. Lopes são professores e escritores

STF decide que poder público deve cortar salários de servidores grevistas.



Folha – O STF (Supremo Tribunal federal) decidiu nesta quinta (27), por 6 votos a 4, que o poder público deve cortar os salários de servidores em greve. A sentença tem repercussão geral e obriga todos os tribunais do país a adotarem o entendimento da corte sobre esse tema.
A maioria dos ministros acompanhou o entendimento do relator, Dias Toffoli. Para ele, não deve haver descontos somente nos casos em que a paralisação for motivada por quebra do acordo de trabalho por parte do empregador, com atraso de pagamento dos salários, por exemplo.
“Quantas vezes as universidades não conseguem ter um ano letivo completo sequer por causa de greves?[…] O acórdão recorrido quer subsidiar a greve”, argumentou o relator.
Votaram com Toffoli Luís Roberto Barroso, Gilmar Mendes, Teori Zavascki, Luiz Fux e a presidente do tribunal, Cármen Lúcia. Discordaram Edson Fachin, Rosa Weber, Marco Aurélio Mello e Ricardo Lewandowski. O decano, Celso de Mello, estava ausente.
A tese formulada pelo Supremo diz que a remuneração deve ser suspensa imediatamente após a decretação da greve. Acrescenta que uma eventual compensação só é cabível quando o empregador aceitar essa condição para chegar a um acordo com os trabalhadores.

Nota do Blog: Direitos dos Trabalhadores indo pra lata o lixo. Rolo compressor. 

Edital com datas de matrículas para alunos ingressantes no segundo semestre letivo de 2016 será publicado posteriormente

Calendário suspenso


Calendário suspenso
A Pró-Reitoria de Ensino de Graduação (PROEG/UERN) comunica que, em virtude do Ad Referendum Nº 01/2016 – CONSEPE, publicado nesta terça-feira, 25 de outubro, que suspende as atividades acadêmicas da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), o Edital com as datas de matrículas para os alunos ingressantes no segundo semestre letivo de 2016, previsto anteriormente para ser divulgado hoje, 27 de outubro, será publicado somente após a discussão e aprovação de alterações ao Calendário Universitário pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CONSEPE).
A PROEG solicita a compreensão dos alunos e destaca que a nova data de publicação será amplamente divulgada após aprovação do CONSEPE.

terça-feira, 25 de outubro de 2016

UERN suspende aulas e atividades administrativas por causa de paralisação dos terceirizados

Decisão consensual

Decisão consensual
A Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) suspendeu as atividades acadêmicas e administrativas a partir da noite desta terça-feira, 25, no Campus Central e Campi Avançados. A decisão Ad Referendum foi motivada pela paralisação dos trabalhadores terceirizados que atuam na limpeza e vigilância. “Considerando que tais serviços são imprescindíveis para o funcionamento instituição e o bem-estar de milhares de discentes, técnicos e docentes que diariamente circulam pela nossa instituição, tomamos essa decisão convictos de que o calendário acadêmico não será comprometido no semestre 2016.1”, assegurou o reitor Pedro Fernandes.
Essa decisão foi pautada no diálogo com o Diretório Central de Estudantes (DCE), Sinditado dos Técnicos Administrativos (SINTAUERN), Associação dos Docentes (ADUERN), Conselho Universitário (Consuni) e Fórum de Diretores de Unidades Acadêmicas.
“Estamos empenhados para que essa situação se resolva o quanto antes”, declarou o reitor, reforçando que as atividades acadêmicas retornarão imediatamente após a normalização dos serviços de limpeza e vigilância.
O funcionamento normal da UERN segue apenas nos Núcleos Avançados de Educação Superior (NAES).
Veja o Ad Referendum AQUI

Reitoria decide suspender aulas até que situação dos terceirizados seja resolvida


Após solicitação do Fórum de Diretores em reunião na tarde de hoje (25),  a Reitoria da universidade decidiu suspender as aulas até que os servidores e servidoras terceirizadas de limpeza e vigilância voltem aos seus postos de trabalho. Representantes da ADUERN já haviam manifestado preocupação com situação em reunião do Conselho Universitário (Consuni) durante a manhã.
De acordo com informações da Reitoria, as aulas serão suspensas já a partir da noite de hoje (25). Segundo a administração, as aulas só serão retomadas quando o impasse for resolvido.
O professor Lemuel Rodrigues, presidente da ADUERN destacou a legitimidade da luta dos terceirizados e importância da decisão de suspender as aulas.
 “Foi muito importante termos a garantia de que não haverá aulas nestas condições. Diariamente já convivemos com dificuldades estruturais e na segurança e sem o apoio destes terceirizados a situação fica muito mais grave. Sem esses servidores é impossível que possamos trabalhar com tranquilidade. Ao mesmo tempo não podemos expor à comunidade acadêmica a qualquer tipo de risco ou situação degradante”, afirmou Lemuel relembrando a justeza da luta dos terceirizados, que tem recebido apoio da ADUERN.

Fonte: Aduern.

Mineiro destaca luta pela renegociação das dívidas dos estados do Nordeste

O deputado Fernando Mineiro (PT) destacou na manhã desta terça-feira (25) em sessão plenária na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte sugestão da senadora Fátima bezerra (PT) para que as assembleias legislativas do Nordeste acompanhem a discussão do projeto de renegociação das dívidas dos estados. Segundo o parlamentar, ela articula uma reunião entre os presidentes dos poderes legislativos com o presidente do Senado.
“Na última sexta-feira tivemos uma reunião com o Fórum dos Servidores Estaduais, quando a senadora Fátima sugeriu ao presidente da Assembleia que acompanhe junto com outros chefes do poder legislativo do Nordeste a questão do projeto de renegociação de dívidas dos estados, que atende apenas as demandas dos estados do Sul e Sudeste e deixa de fora os estados do Nordeste, Norte e Centro Oeste. Esse debate é de extrema importância para o RN, que vive uma crise com atraso de salários dos servidores e pagamento dos fornecedores”, explicou.
O deputado chamou ainda atenção para o papel da senadora em sugerir e articular para que todas as Assembleias se somem aos movimentos dos governadores do Nordeste e busquem solução para a crise instalada na região, que vive ainda o problema da seca. Outro ponto sugerido foi a união dos poderes no Estado. “É preciso que os poderes busquem formas de contribuir com o problema da crise do Rio Grande do Norte e para resolver os atrasos dos salários dos servidores”, defende.

Wellington Barreto lançará mais um livro dia 4 de novembro

O ex-vereador, advogado e integrante da Academia de Ciências Jurídicas e Sociais de Mossoró (ACJUS), Wellington Barreto, vai lançar novo livro.
Evento está marcado para o Oba Restaurante em Mossoró (BR-304, Km 35, saída para Fortaleza-CE), a partir das 19 horas, do próximo dia 4 de novembro.
“Teses catadas no Tribunal do Júri” é o título desse novo trabalho de Barreto.
É o 12º livro do autor.
Mais informações por esses contatos telefônicos:  (84) 98868-4824 / 99917-5970.
Fonte: www.blogcarlossantos.com.br via Blog O Messiense.

Messias Targino poderá ganhar santuário dedicado à Mãe de Jesus



Por enquanto, o assunto ainda está no campo das ideias, mas com enorme possibilidade de se tornar uma realidade. Em Messias Targino brevemente poderá existir um santuário dedicado a Maria, a mãe de Jesus Cristo, na forma de estátua de Nossa Senhora das Graças, padroeira do Município.
A estátua seria erguida na serra localizada a poucos quilômetros da zona urbana messiense, e em torno dela seria construído um pequeno santuário, com obras que facilitem o acesso ao local.
Esse pensamento seria comum ao padre Américo Leite, administrador da Paróquia de Nossa Senhora das Dores (de Patu) e da Capela de Nossa Senhora das Graças (de Messias Targino), e aos eleitos em 2 de outubro para administrar o Município, prefeita Shirley Ferreira Targino e vice-prefeito Pola Pinto.
A construção de uma estátua dedicada a Nossa Senhora das Graças - um dos muitos títulos dados pela Igreja Católica a Maria, mãe de Jesus Cristo - serviria para estímulo à fé dos cristãos-católicos, para que se crie romarias ao local e também - e nesse particular se tem o interesse público - para fomento à economia do Município, já que o turismo religioso é uma das formas de melhoramento da economia local.
Em Santa Cruz, cidade localizada na região do Trairi do Rio Grande do Norte, praticamente dobrou o número de hotéis e pousadas após a construção da estátua de Santa Rita, padroeira daquele Município. O Município como um todo viu sua economia melhorar significativamente, pois é grande o número de romeiros cristãos-católicos que fazem romarias no local. Em cada romaria, o comércio e alguns prestadores de serviços lucram com a permanência dos romeiros no Município, principalmente os que trabalham com hospedagem, alimentação e transporte de pessoas.  
Para a construção de um santuário dedicado a Nossa Senhora das Graças em Messias Targino, a Prefeitura messiense poderá contar com a parceria da iniciativa privada, já que o assunto interessa diretamente a todos, pois o fortalecimento da economia através do turismo religioso beneficia a todos.
Um exemplo dessa integração entre Igreja Católica, Poder Público e inciativa privada pode ser visto em Aparecida do Norte, no interior de São Paulo, onde está edificado o Santuário de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil. Lá, por exemplo, se porventura ocorrer um problema qualquer com pessoa que esteja em romaria e seja necessário que se estenda a permanência dessa pessoa e dos seus familiares na cidade de Aparecida, a rede hoteleria, que fica lotada durante as romarias ali realizadas, encarrega-se de prestar auxílio na forma de hospedagem aos familiares do romeiro que passa pelo problema.
Após 1º de janeiro de 2017, quando Shirley Ferreira Targino tomará posse pela terceira vez como prefeita de Messias Targino, é provável que as conversas em torno do assunto sejam reiniciadas com maior objetividade.

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

Romaria da Juventude Será Realizada neste Domingo 23/10

Neste domingo, dia 23 de outubro de 2016, Patu será palco de uma que está entre as maiores romarias ao Santuário de Nossa Senhora dos Impossíveis, localizado na Serra do Lima, na zona rural do Município.
Trata-se da Romaria da Juventude, que chega agora à sua 20ª edição.
Neste ano, a Romaria terá como tema "Juventude e nossa casa comum" e, como lema, "Vou criar novo céu e nova terra".
Logo cedo, nas primeiras horas da manhã, haverá a acolhida dos romeiros na Praça do Povo (antiga Estação Ferroviária), localizada no Bairro da Estação.
De lá, os romeiros sairão num "arrastão de fé e louvor" ao som de um trio elétrico, que atravessará a cidade de Patu em direção ao Santuário de Nossa Senhora dos Impossíveis.
No Santuário, haverá missa, adoração a Deus, confissões, tenda vocacional e apresentação do cantor católico Cosme.
O bispo da Diocese de Santa Luzia, de Mossoró, dom Mariano de Manzana, estará presente, como tem feito nos últimos anos desde que assumiu o bispado.
Na Paróquia de Patu, a mobilização em torno da XX Romaria da Juventude é muito grande. A expectativa é que o evento consiga repetir o sucesso de anos anteriores.
Todos os anos, a Romaria da Juventude atrai milhares de romeiros tanto de Patu como de outros Municípios do Rio Grande do Norte e também dos vizinhos Estados da Paraíba e do Ceará.
Fonte: O Messiense.

Docentes da Uern decidem defender greve geral a partir do dia 11 de novembro


Professores da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) definiram, em assembleia realizada na sede da Associação dos Docentes da Uern (ADUERN) na manhã desta quarta-feira, 19 de outubro, que defenderão Greve Geral no Estado a partir do dia 11 de novembro.
O posicionamento dos docentes será apresentado na Assembleia Geral do Funcionalismo Público, marcada para a próxima sexta-feira, 21, em Natal.
No dia da assembleia geral, os servidores paralisarão as atividades e discutirão problemas como os atrasos salariais, más condições de trabalho e cortes no serviço público.
Fonte:O  Mossoroense via www.messiasonline.blogspot.com.br

Servidores da UFERSA aprovam mais uma paralisação para próxima segunda

Em assembleia realizada na manhã desta quinta-feira (20), os servidores técnico-administrativos da Universidade Federal Rural do Semiárido, UFERSA, aprovaram por unanimidade uma paralisação para a próxima segunda-feira, dia 24, a partir das 07h em frente à universidade.

O ato vai contar com o apoio de outras entidades sindicais que também estão se mobilizando em defesa da saúde, educação e do serviço público que está sendo ameaçado com a proposta de emenda constitucional 241, ou a PEC do Teto de gastos como está sendo bastante divulgada.
A proposta dos servidores da UFERSA é paralisar suas atividades e se reunir em frente à UFERSA para realizar uma assembleia geral com a categoria a fim de discutir os ataques que a PEC 241 oferece à sociedade, uma vez que essa medida pretende congelar pelos próximos 20 anos os investimentos em saúde e educação. Além disso, os portões da universidade serão fechados.

Delegados paralisam atividades por conta de salários atrasados


A Polícia Civil do Rio Grande do Norte programa para esta terça-feira, 18, uma paralisação. A informação foi publicada no site da Associação dos Delegados de Polícia Civil (ADEPOL).
O motivo para a paralisação é o “inconformismo daqueles que integram o Sistema de Segurança Pública que, em sua grande maioria” ainda não receberam os vencimentos do mês de setembro e não há qualquer definição da data para receber.
“Na quinta-feira à noite, a Presidente da ADEPOL RN e gestores da POLÍCIA CIVIL,  em conversa com o Senhor Governador Robinson Faria, expuseram a preocupação com a situação e a grande dificuldade em manter as categorias trabalhando sem receber salários, destacando ainda o risco de descontinuidade das operações  extraordinárias que, ao longo do ano, resultaram em inúmeras prisões de integrantes de quadrilhas e combate ao crime organizado, além do re-estabelecimento da ordem e prisões dos líderes das ações que aterrorizaram a população por ocasião da instalação da antena de bloqueio de celular no Presídio Estadual de Parnamirim.”, diz trecho da nota publicada no site da entidade.
Leia nota na íntegra:
Após a participação em várias reuniões com entidades que representam servidores do Poder Executivo, quando foram apresentados pelo Secretário de Planejamento e Finanças do Estado Dr. Gustavo Nogueira,  relatórios financeiros da grave situação financeira do RN, a ASSOCIAÇÃO DOS DELEGADOS DE POLICIA CIVIL solicitou agendamento de audiência com o Secretário da Segurança Pública, Dr. Caio Bezerra, onde foi exposto o inconformismo daqueles que integram o Sistema de Segurança Pública que, em sua grande maioria, NÃO receberam até a presente data, 15 de outubro, NENHUM CENTAVO dos seus salários de setembro e o que é pior: SEM QUALQUER DEFINIÇÃO DA DATA QUE IRÃO RECEBER.

Na sequência, foi realizada nova reunião com a Secretária Chefe da Casa Civil, Tatiana Mendes, na qual estiveram os comandantes das POLICIAS CIVIL E MILITAR, além do Secretário de Segurança, onde mais uma vez as entidades que representam os servidores do sistema (POLICIAS CIVIL, MILITAR, CORPO DE BOMBEIROS E ITEP) reafirmaram a impossibilidade dos servidores continuarem passivos trabalhando, na situação já relatada: sem salários e sem data para receber.

Na quinta-feira à noite, a Presidente da ADEPOL RN e gestores da POLÍCIA CIVIL,  em conversa com o Senhor Governador Robinson Faria, expuseram a preocupação com a situação e a grande dificuldade em manter as categorias trabalhando sem receber salários, destacando ainda o risco de descontinuidade das operações  extraordinárias que, ao longo do ano, resultaram em inúmeras prisões de integrantes de quadrilhas e combate ao crime organizado, além do re-estabelecimento da ordem e prisões dos líderes das ações que aterrorizaram a população por ocasião da instalação da antena de bloqueio de celular no Presídio Estadual de Parnamirim.

Sexta-feira, 14,  antes de mais uma assembleia realizada na ADEPOL RN, a Presidente da entidade, a convite do Presidente do Sindicato dos Policias Civis (SINPOL-RN), Paulo César de Macedo, participou de reunião, na qual também esteve presente o Presidente da Associação dos Escrivães, Roberto Moura, e, juntos, apresentaram ao Governador pedido de inclusão dos servidores da POLÍCIA CIVIL dentro do percentual de servidores que estão sendo pagos, pois não há como as categorias permanecerem trabalhando motivados sem receber seus devidos pagamentos. 

Ficou definido ainda que, diante do que foi discutido nas reuniões das quais participaram os representantes de outras entidades de servidores do Poder Executivo e que integram o Fórum de Servidores, seria preparado um requerimento formal a ser encaminhado ao Governador, solicitando agendamento de reunião com os representantes dos demais poderes (Legislativo, Judiciário, Tribunal de Contas e Ministério Público), buscando  construção de um diálogo e pactuação de medidas que viabilizem o pagamento dos salários de todos os servidores.

Os Delegados de Polícia estiveram reunidos em mais uma assembleia, discutindo meios de mobilização da classe,  na luta para que sejam pagos os salários de setembro e apresentado pelo Governo um planejamento para o pagamento nos próximos meses, pois os servidores não estão obrigados a trabalharem arriscando suas vidas sem sequer saberem o dia que receberão  pagamento.

Após as discussões, restou aprovado pela classe paralisação das atividades, programada para o dia 18 de outubro de 2016, com as demais categorias que integram a POLÍCIA CIVIL, Agentes e Escrivães.

Fonte: www.defato.com

CUT/Vox Populi: Cresce para 34% intenção de votos em Lula


Lula é o melhor presidente do Brasil, fez coisas boas para o povo, é injustiçado e perseguido. E, se for candidato em 2018, é o preferido pela maioria dos brasileiros. Essas são algumas das conclusões da 5ª rodada da pesquisa CUT/Vox Populi, realizada após 1º turno das eleições municipais e, também, depois das manchetes que destacaram a decisão do Ministério Público do Paraná de tornar Lula réu por supostos crimes que os procuradores não conseguiram provar, mas têm convicção de que ele cometeu.
Cresceu para 34% o percentual dos brasileiros que pretendem votar em Lula para presidente em 2018 na pesquisa estimulada de intenção de voto – em abril e junho, a intenção de voto em Lula era de 29%.
Se concorrer à presidência da República em 2018, Lula ganha de Aécio Neves/PSDB (15%), Marina Silva/Rede (11%), Jair Bolsonaro/PP (7%) e Ciro Gomes/PDT (5). Se o PSDB trocar Aécio por Geraldo Alckmin, Lula ganha também – 35% contra 12%. 17% não declararam quem vão votar e entraram na coluna de ninguém/branco ou nulo. Outros 10% não souberam ou não quiseram responder. 
Lula atinge 28% na pesquisa de voto espontâneo para presidente em 2018. Nessa modalidade em que não é apresentado nenhum nome para os entrevistados, Aécio tem 6%, Alckmin tem 3%, Marina 3%, Fernando Henrique (PSDB) 2%, Joaquim Barbosa (sem partido) 2%, Ciro Gomes 1%, Luciana Genro (PSOL) 0% e Eduardo Jorge (PV) 0%. 12% declararam que não vão votar em ninguém/branco ou nulo. E, 35% não sabem ou não responderam.
Lula: o melhor presidente
42% dos entrevistados disseram que Lula foi o melhor presidente do Brasil, 19% não sabem ou não responderam, 12% acham que nenhum foi bom, 9% citaram outros, 2% José Sarney e Dilma Rousseff; e, 1% Itamar Franco.
Vida melhorou nos governos do PT
Aumentou para 56% (em abril eram 36%) o percentual de entrevistados que consideram que suas vidas melhoraram nos governos de Lula e Dilma. Para 28%, nem melhoraram nem pioraram e, apenas 14% acham que piorou. No Nordeste, o percentual dos que responderam que a vida melhorou é de 75%, no Centro-Oeste/Norte de 60%, no Sudeste 48% e no Sul 40%.
Brasileiros gostam mais de Lula do que de qualquer outro político
À pergunta sobre qual o “sentimento em relação a lideranças políticas”, 43% disseram que gostam de Lula, 36% não gostam e apenas 1% não souberam ou não quiseram responder.
Os percentuais dos que não gostam de Temer (53%), Aécio (51), Serra (43%) e Alckmin (39%) em comparação aos percentuais dos que gostam, provam que a perseguição e as tentativas de destruir o legado de Lula como pessoa e como presidente não contaminaram o povo, nem tampouco contribuíram para melhorar a imagem dos seus opositores. Apenas 13% declararam gostar de Temer, 17% de Aécio, 19% de Serra e 21% de Alckmin.
Lula é bem avaliado como pessoa e como político
A avaliação de Lula como pessoa e como político é positiva para 43% dos entrevistados. No Nordeste, o índice sobe para 67%, no Centro Oeste/Norte 48%, no Sudeste 33% e no Sul 21%.
30% dos brasileiros avaliaram Lula como pessoa e político como regular, 25% negativo e 2% não sabem ou não responderam. No Nordeste, o percentual de negativo cai para 5%, regular 27% e apenas 1% não sabem ou não responderam.
O povo sabe que Lava-Jato declarou Lula réu e se divide sobre injustiça
95% dos entrevistados ficaram sabendo que Lula foi indiciado pelos procuradores da Lava-Jato.
Quanto à isenção dos procuradores, a pesquisa constatou que o Brasil está dividido. Para 41%, os procuradores sempre atacam Lula e os petistas, mas não fazem nada contra os políticos do PSDB e do governo Temer. Para 43%, esses procuradores são justos e tratam todos os políticos da mesma maneira. 16% não sabem ou não responderam.
65% consideraram errado o fato dos procuradores dizerem que não conseguiram provas de que Lula agiu de forma desonesta, mas que estavam convictos de que ele agiu errado. 29% acharam correto Lula ser acusado sem provas.
Para a maioria dos brasileiros, Lula acertou mais do que errou. Para 62% dos entrevistados, Lula cometeu erros, mas fez muito mais coisas certas pelo povo brasileiro e pelo Brasil. 31% acham que ele errou mais do que acertou.
A pesquisa foi realizada depois do resultado das eleições, entre os dias 9 e 13 de outubro. Foram entrevistadas 2 mil pessoas com idade superior a 16 anos do Distrito Federal e de todos os estados brasileiros, exceto Roraima, de todos os segmentos econômicos e demográficos em 116 municípios.
Confira o relatório completo da pesquisa abaixo:
Relatório Pequisa CUT/VoxPopulli
Fonte: www.lula.com.br via www.patrialatina.com.br Via O Messiense.

terça-feira, 18 de outubro de 2016

La Niña chega em outubro com chuvas no Norte e Nordeste

O fenômeno climático La Niña já começa a se configurar no Pacífico, e a partir do início da próxima primavera deve ser tão prejudicial para a agricultura quanto seu predecessor, El Niño (2015/16). É o que dizem os meteorologistas da Climatempo, apontando que haverá secas no Sul e aumento das chuvas no Norte e Nordeste, por conta de mudanças significativas nos padrões de precipitação e temperatura ao redor da Terra.

“La Niña é a fase fria de um fenômeno atmosférico-oceânico. Ela é caracterizada pelo esfriamento anormal das águas superficiais do Oceano Pacífico Tropical”, explica a meteorologista Bianca Lobo. Segundo ela, este fenômeno altera toda circulação de umidade e calor ao redor do globo, alterando ou potencializando características normais das estações do ano.

Delegados paralisam atividades por conta de salários atrasados


A Polícia Civil do Rio Grande do Norte programa para esta terça-feira, 18, uma paralisação. A informação foi publicada no site da Associação dos Delegados de Polícia Civil (ADEPOL).
O motivo para a paralisação é o “inconformismo daqueles que integram o Sistema de Segurança Pública que, em sua grande maioria” ainda não receberam os vencimentos do mês de setembro e não há qualquer definição da data para receber.
“Na quinta-feira à noite, a Presidente da ADEPOL RN e gestores da POLÍCIA CIVIL,  em conversa com o Senhor Governador Robinson Faria, expuseram a preocupação com a situação e a grande dificuldade em manter as categorias trabalhando sem receber salários, destacando ainda o risco de descontinuidade das operações  extraordinárias que, ao longo do ano, resultaram em inúmeras prisões de integrantes de quadrilhas e combate ao crime organizado, além do re-estabelecimento da ordem e prisões dos líderes das ações que aterrorizaram a população por ocasião da instalação da antena de bloqueio de celular no Presídio Estadual de Parnamirim.”, diz trecho da nota publicada no site da entidade.
Leia nota na íntegra:
Após a participação em várias reuniões com entidades que representam servidores do Poder Executivo, quando foram apresentados pelo Secretário de Planejamento e Finanças do Estado Dr. Gustavo Nogueira,  relatórios financeiros da grave situação financeira do RN, a ASSOCIAÇÃO DOS DELEGADOS DE POLICIA CIVIL solicitou agendamento de audiência com o Secretário da Segurança Pública, Dr. Caio Bezerra, onde foi exposto o inconformismo daqueles que integram o Sistema de Segurança Pública que, em sua grande maioria, NÃO receberam até a presente data, 15 de outubro, NENHUM CENTAVO dos seus salários de setembro e o que é pior: SEM QUALQUER DEFINIÇÃO DA DATA QUE IRÃO RECEBER.
Na sequência, foi realizada nova reunião com a Secretária Chefe da Casa Civil, Tatiana Mendes, na qual estiveram os comandantes das POLICIAS CIVIL E MILITAR, além do Secretário de Segurança, onde mais uma vez as entidades que representam os servidores do sistema (POLICIAS CIVIL, MILITAR, CORPO DE BOMBEIROS E ITEP) reafirmaram a impossibilidade dos servidores continuarem passivos trabalhando, na situação já relatada: sem salários e sem data para receber.
Na quinta-feira à noite, a Presidente da ADEPOL RN e gestores da POLÍCIA CIVIL,  em conversa com o Senhor Governador Robinson Faria, expuseram a preocupação com a situação e a grande dificuldade em manter as categorias trabalhando sem receber salários, destacando ainda o risco de descontinuidade das operações  extraordinárias que, ao longo do ano, resultaram em inúmeras prisões de integrantes de quadrilhas e combate ao crime organizado, além do re-estabelecimento da ordem e prisões dos líderes das ações que aterrorizaram a população por ocasião da instalação da antena de bloqueio de celular no Presídio Estadual de Parnamirim.
Sexta-feira, 14,  antes de mais uma assembleia realizada na ADEPOL RN, a Presidente da entidade, a convite do Presidente do Sindicato dos Policias Civis (SINPOL-RN), Paulo César de Macedo, participou de reunião, na qual também esteve presente o Presidente da Associação dos Escrivães, Roberto Moura, e, juntos, apresentaram ao Governador pedido de inclusão dos servidores da POLÍCIA CIVIL dentro do percentual de servidores que estão sendo pagos, pois não há como as categorias permanecerem trabalhando motivados sem receber seus devidos pagamentos. 
Ficou definido ainda que, diante do que foi discutido nas reuniões das quais participaram os representantes de outras entidades de servidores do Poder Executivo e que integram o Fórum de Servidores, seria preparado um requerimento formal a ser encaminhado ao Governador, solicitando agendamento de reunião com os representantes dos demais poderes (Legislativo, Judiciário, Tribunal de Contas e Ministério Público), buscando  construção de um diálogo e pactuação de medidas que viabilizem o pagamento dos salários de todos os servidores.
Os Delegados de Polícia estiveram reunidos em mais uma assembleia, discutindo meios de mobilização da classe,  na luta para que sejam pagos os salários de setembro e apresentado pelo Governo um planejamento para o pagamento nos próximos meses, pois os servidores não estão obrigados a trabalharem arriscando suas vidas sem sequer saberem o dia que receberão  pagamento.
Após as discussões, restou aprovado pela classe paralisação das atividades, programada para o dia 18 de outubro de 2016, com as demais categorias que integram a POLÍCIA CIVIL, Agentes e Escrivães.
Fonte: www.defato.com via Blog O Messiense.

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

IV Semana de Ciência Tecnologia e Inovação da UERN

Ciência e Tecnologia


Ciência e Tecnologia
A Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), por meio da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PROPEG), realiza no período de 18 a 21 de outubro de 2016, a IV Semana de Ciência, Tecnologia e Inovação da UERN (IV SCTI-UERN).
O tema desta edição será “Ciência Alimentando o Brasil”, em consonância com a 13ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia e com a Semana Estadual de Ciência e tecnologia e Inovação, promovidas e coordenadas, respectivamente, pelo Ministério da Ciência, Tecnologia Inovações e Comunicações (MCTIC) e pela Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Norte (FAPERN).
A IV Semana de Tecnologia e Inovação da UERN articulará atividades de pesquisa, pós-graduação e inovação, em parceria com o ensino básico, contribuindo para socializar experiências e discussões sobre ciência, tecnologia e inovação.
O evento tem como objetivo central possibilitar um espaço de diálogo, de aprendizado, de troca de experiências e de discussão acerca da Ciência, Tecnologia e Inovação em nível nacional, regional e local, enfocando particularmente os desafios para a atividade científica e para a pós-graduação no âmbito da UERN.

Golpistas farão prisão teatral de Lula a qualquer momento


Por Eduardo Guimarães
Este é um dia de muita tristeza para este blogueiro. Chegaram ao meu conhecimento informações fidedignas e verossímeis de que Lula pode ser preso a qualquer momento em um verdadeiro show que está sendo armado pela Globo em consórcio com a Lava Jato.
Toda grande imprensa já tem os detalhes da operação. Não será de espantar se a prisão ocorrer na próxima segunda-feira.
A prisão terá sido antecedida por sucessivos indiciamentos do ex-presidente, engendrados para “ir preparando o espírito” da população.
Após a prisão, o juiz Sergio Moro sentenciará Lula rapidamente – talvez até neste ano – e até meados do ano que vem ele será condenado em segunda instância. Os acertos todos já foram feitos.
Os golpistas consideram que haverá uma comoção pública com as medidas de supressão de direitos e eliminação de programas sociais que vêm por aí e, nesse contexto, o recall de Lula ressurgirá com força inaudita.
Este momento está sendo considerado o ideal para prender Lula porque a maioria da sociedade ainda está com muita raiva do PT e essa raiva tende a se diluir conforme for ficando claro que o golpe foi dado para tomar do povo os benefícios dados justamente pelo PT.
Lula e companheiros mais próximos serão levados para Curitiba, onde a possibilidade de grandes movimentos populares de reação ao ato de arbítrio será menor.
Não há muito mais a dizer além de que, se este país não reagir a esse arbítrio, prisões políticas não vão se resumir a Lula. A prisão de Lula desencadeará uma caça às bruxas para encarcerar todos os principais opositores do consórcio radical de direita que tomou o poder.
A prisão de lideranças políticas de esquerda será vital para impedir grande derrota da direita em 2018.
O plano é fazer com que a urna eletrônica só tenha candidatos fortes de direita, daqui a dois anos. Os únicos candidatos de esquerda serão os bobões do PSOL e do PSTU, que não terão chance.
Com a implementação de medidas de terra arrasada como a PEC 241, a “volta por cima” do PT é dada como certa pelos golpistas, por isso querem prender Lula e quantas lideranças de esquerda puderem enquanto ainda estão fortes, pois os golpistas tucanos e peemedebês logo estarão arrasados politicamente, com suas políticas genocidas no governo federal.
Infelizmente, minha fonte é segura. E nem fui pego de surpresa. Eu tinha certeza de que isso estava para acontecer. A informação que me foi passada só me surpreendeu pelo timing; eu achava que o golpe final seria dado no ano que vem.
Contudo, faz sentido prender Lula agora. Daqui a alguns meses a PEC 241, a retirada de direitos trabalhistas, a reforma da previdência, a terceirização e o arrocho de programas sociais vão tornar inaceitável a prisão daquele para o qual o Brasil se voltará em meio à política de terra arrasada que tucanos e peemedebistas estão preparando.
Eis que exorto a cada um dos que me acompanham nesta jornada de 11 anos para que não apenas divulgue este alerta, mas para que se prepare para lutar. O Brasil está sob uma ditadura e temos que denunciar isso ao mundo. Só a pressão internacional pode nos ajudar.
Fonte: www.blogdacidadania.com.br via Blog o Messiense.

Governo do RN se antecipa a desmonte na saúde pública anunciado pelo Governo Federal


Depois que se instalou no poder central da República Federativa do Brasil através do golpe de Estado que culminou com o impedimento da presidenta eleita Dilma Rousseff, o presidente-golpista Michel Temer tenta fazer com que seus aliados no Congresso Nacional aprovem a Proposta de Emenda Constitucional - PEC número 241, que congelará por vinte anos investimentos do Poder Público em áreas vitais à sociedade, como saúde e educação.
Solidários ao golpe de Estado aplicados por Michel Temer, o governador Robinson Faria (PSD) e o seu filho, deputado federal Fábio Faria (PSD) já se antecipam aos efeitos nefastos da política idealizada pela direita brasileira.
Enquanto o deputado federal Fábio Faria se encarregou de apresentar emenda ao Orçamento Geral da União que beneficiará a saúde pública do Estado de São Paulo, embora ele tenha sido eleito deputado pelo Estado do Rio Grande do Norte (clique aqui), seu pai, o governador Robinson Faria, começa a desmontar a rede de hospitais pertencentes ao Estado potiguar.
Nesse momento, encontra-se em fase de fechamento o Hospital da Mulher de Mossoró, pertencente à rede estadual de unidades de saúde (clique aqui), depois de o Governo do Estado atrasar o pagamento de profissionais e fornecedores por meses seguidos.
Segundo o Governo do Estado, os atendimentos ora realizados pelo Hospital da Mulher serão direcionados para a Casa de Saúde Dix-Sept Rosado, pertencente à Associação de Proteção e Assistência à Maternidade e à Infância de Mossoró - APAMIM, que atualmente se encontra sob interdição e é administrado por uma Junta Interventora.
Para piorar a situação, o governo de Robinson Faria anunciou o fechamento de mais três importantes unidades hospitalares localizados no interior do Rio Grande do Norte, a saber: Hospital Regional de Apodi, Hospital Regional de Caraúbas e Hospital Regional de Pau dos Ferros (clique aqui) .
Se isso realmente acontecer, o Hospital Regional Tarcísio Maia - HRTM, em Mossoró, e alguns hospitais localizados em Natal, principalmente o Hospital Walfredo Gurgel - HWG terão suas situações bastante pioradas, pois passarão a receber ainda mais pacientes de várias partes do Estado.
Quem conhece de perto a situação do Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró, e do Hospital Walfredo Gurgel, em Natal, sabe que há uma demanda gigantesca para essas duas unidades de saúde e um atendimento de péssima qualidade em ambos, pois faltam leitos e profissionais da saúde para tantos pacientes, além de existirem outros problemas estruturais graves, que existem desde outros governos e que só pioram na atual gestão de Robinson de Faria.
O que mais impressiona é como a sociedade norte-rio-grandense assiste a tudo isso passivamente, calada, sem uma reação forte capaz de frear o ímpeto irresponsável do senhor governador.
Se o governo de Rosalba Ciarlini (ex-DEM e agora PP) foi apontado como ruim, o de Robinson Faria parece seguir para superá-lo e ser ainda pior.
Fonte: O Messiense.

quinta-feira, 13 de outubro de 2016

11º ENCUC Encontro Universitário de Contabilidade recebe inscrições de trabalhos científicos

A comissão organizadora do 11º Encontro Universitário de Contabilidade (11º ENCUC), vinculado ao Departamento de Ciências Contábeis, do Campus Avançado de Patu, publica edital com as normas e os critérios de inscrição, seleção e apresentação de trabalhos científicos.
O evento será realizado no período de 25 a 27 de novembro de 2016, com o tema “Contabilidade: desafios e perspectivas frente à crise econômica brasileira”.
O período para inscrição de trabalhos vai de 13 de outubro a 12 de novembro de 2016. A inscrição se dará pelo envio do trabalho (no formato Word e PDF) para o e-mail encuc.patu@uern.br e será validada pela Comissão Organizadora mediante confirmação, via e-mail, de recebimento do trabalho. Cada trabalho poderá ter, no máximo, três autores.
A exposição de trabalhos científicos no 11º ENCUC visa o intercâmbio de informações e o aprofundamento de conhecimentos na área de Ciências Contábeis, incluindo temas das áreas de Administração, Economia e Direito, que envolvam, direta ou indiretamente, a Contabilidade.
Poderão ser inscritos no 11º ENCUC trabalhos científicos, na modalidade artigo, que abordem temas da área de Contabilidade ou das áreas de Administração, Economia e/ou Direito que envolvam, direta ou indiretamente, a Contabilidade.
Veja: EDITAL

Juiz da Paraíba libera vaquejada em Campina Grande (PB)

O juiz Max Nunes de França, da Comarca de Campina Grande, na Paraíba, negou um pedido de suspensão de uma vaquejada em Campina Grande por entender que não há maus tratos contra qualquer animal durante a prática do esporte.

Na decisão, o magistrado destacou que o conceito de crueldade ao animal está ligado ao fato de causar sofrimento, o que não acontece atualmente com as vaquejadas que possuem um regulamento voltado exatamente para o bem-estar do animal.

Bancos já suspendem crédito a aposentados que recebem auxílio por invalidez

O esforço do governo para estancar o déficit da Previdência está trazendo consequências negativas para a oferta de crédito, já bastante restrita no país. Alguns bancos de médio porte, com forte atuação no segmento de empréstimos consignados a aposentados e pensionistas, começaram a suspender esse tipo de financiamento a clientes com menos de 60 anos que estão aposentados por invalidez.

Segundo O Globo, isso tudo porque 1,1 milhão desses benefícios, concedidos há mais de dois anos, estão sendo revisados, e quem for considerado apto a voltar ao mercado de trabalho ou não comparecer à perícia perderá a aposentadoria, segundo informou o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Como a prestação do consignado é descontada diretamente na folha de pagamento do INSS, os bancos temem que muitos desses clientes possam ficar inadimplentes.

TJRN modifica pena aplicada a ex-governador Fernando Freire

A Câmara Criminal do TJRN deu provimento parcial a uma Apelação Criminal movida pela defesa do ex-governador do Estado, Fernando Freire, e da então servidora Katya Maria Medeiros Caldas Accioly. Eles respondem pela prática da concessão de gratificação fraudulenta de representação de gabinete, através de cheques salário.

Por maioria de votos, os desembargadores definiram pelo redimensionamento da pena de Fernando Freire para dois anos e sete meses de reclusão e a de Katya Accioly para dois anos de reclusão, bem como votaram pela modificação do regime inicial do cumprimento da pena de ambos para o aberto. A decisão também determinou a revogação da prisão preventiva do ex-chefe do Executivo, salvo se por outro motivo não estiver preso.
No julgamento, ficou vencido em parte o relator, desembargador Gilson Barbosa, que dava provimento parcial ao apelo, somente por considerar neutra a circunstância judicial do comportamento da vítima e diminuindo proporcionalmente a pena, respectivamente, para oito anos e seis meses de reclusão e cinco anos, um mês e 15 dias de reclusão. Dosimetria e regime que foram modificados.
De acordo com os autos, o peculato praticado pelo ex-governador consistia em receber da Administração cheques-salário relativos às gratificações fraudulentas, para as quais eram realizados saques revertidos para o real beneficiário, o próprio Fernando Freire, o qual nega a participação ou conhecimento do esquema. Os atos levantados pelo Ministério Público consideram o período de 1995 a 2002, quando o réu exerceu as funções de vice-governador e de governador do Estado.

XI SOBER Nordeste será realizado na UERN, de 16 a 18 de novembro

Agricultura e Sustentabilidade


Agricultura e Sustentabilidade
No período de 16 a 18 de novembro, a Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) sedia o congresso SOBER NORDESTE, evento promovido anualmente pela Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural (SOBER).
O objetivo geral do XI SOBER Nordeste é discutir temas relevantes da agricultura e do agronegócio e contribuir para o desenvolvimento do setor rural do país.
O XI SOBER Nordeste aborda a temática “Desenvolvimento Territorial, Políticas Públicas e Sustentabilidade: Novos olhares sobre o Nordeste Rural” e pauta as discussões sobre: política agrícola; geração e transferência de tecnologia; meio ambiente; pobreza rural; educação no campo; reforma agrária; novas experiências de desenvolvimento e outros.
A coordenação do XI SOBER Nordeste é do professor Dr. Emanoel Márcio Nunes (UERN). A Comissão é composta pela Dra. Márcia Regina Farias da Silva (UERN), como coordenadora adjunta, e as assessoras Andreya Raquel Medeiros de França (UERN) e Jéssica Samara Soares de Lima (UERN).
Prazo de inscrições:

Mais informações: contatosoberne2016@hotmail.com

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Governador Robinson pode decretar “estado de calamidade” no RN

Em entrevista ao programa “Diógenes Dantas Entrevista”, da TV Tropical, o governador do estado, Robinson Faria, admitiu que tem perdido noites de sono com a gestão pública estadual.

O grande entrave tem sido o pagamento dos servidores e fornecedores, o que pode levar Robinson a decretar calamidade nas finanças públicas. O RN se uniria nesse quesito a outros estados da nação.

NOTA DO BLOG: Quem não pode com o pote não pega na rodilha. Engraçado quando chega a época de eleição todo mundo quer ser candidato. Como deputado há vários anos, inclusive presidente da Assembleia e vice governador de Rosalba Ciarline, vai bem dizer que não sabia da situação financeira do Estado. Cara de Pau.

Mais de 20 mil pessoas podem ficar desempregadas só no RN, caso haja o fim da vaquejada

A Associação dos Vaqueiros Amadores do Rio Grande do Norte (Assovarn) estima que, havendo o fim das vaquejadas, o que acredita não ocorrer, mais de 20 mil pessoas fiquem desempregadas, representando uma redução de algo em torno de R$ 30 milhões injetados mensalmente na economia local só de salários.

De acordo com o presidente da Assovarn, Paulo Saldanha, ocorrendo o fechamento dos postos de empregos, serão atingidos médicos veterinários, domadores, vaqueiros, caseiros, tratadores, motoristas, cozinheiros, tratoristas, donos de bares, casas de show e artistas, mas que os prejuízos serão ainda maiores, porque a vaquejada movimenta toda uma cadeia econômica.
“Esses R$ 30 milhões mensais são somente em salários de funcionários. Serão mais de 20 mil famílias sem uma fonte de renda. Se levarmos em consideração clínicas, lojas de ração e medicamentos veterinários, leilões, indústria têxtil e todos os profissionais envolvidos na logística, transporte, infraestrutura e operacional, os prejuízos serão muito, mas muito maiores. Serão dezenas de milhares de pessoas desempregadas e de dezenas de milhões de reais a menos circulando na economia potiguar todos os meses”, destacou.
Pelos cálculos da Associação, ainda em fase de levantamento, já é possível estimar que a cadeia econômica da vaquejada gere mais de 60 mil empregos indiretos somente no Rio Grande do Norte. No Nordeste, os empregos gerados de forma direta passam de 200 mil e os de forma indireta 600 mil indiretos.
Os responsáveis pelas vaquejadas no Rio Grande do Norte querem desmistificar a acusação de maus tratos, já que atualmente todos os animais são acompanhados por médicos veterinários e todos os eventos possuem um regulamento voltado para o bem estar do animal, que impede qualquer tipo de violência. “Toda vaquejada oficial usa, obrigatoriamente, protetor de calda para não machucar o rabo dos bois, os cavalos não podem ter lesões sob pena de desclassificação, o vaqueiro não pode chicotear o animal, o boi é intocável e só pode ser tocado no protetor, os bois tem água e alimentação disponíveis durante as provas, enfim, são várias as regras”, completou.
Para fortalecer o apoio da classe política na luta a pela regulamentação da vaquejada, na próxima terça-feira (11), pessoas envolvidas na cadeia econômica irão fazer um ato público em frente à Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (ALRN) a partir das 9h, por entenderem como “injusta” e “preconceituosa” a recente decisão proferida pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que declarou inconstitucional uma lei estadual que regulamenta a vaquejada no Ceará.
NOTA DO BLOG: O STF deveria se preocupar com situações mais graves que acontecem no país.  Vejam a situação dos abatedouros clandestinos que abatem os animais de forma cruel. 

Especial Jornal de Fato: Artesão de 97 anos, Mantém vivo o artesanato Nordestino

Aos 97 anos, o artesão de estilo próprio, Juvenal Guilherme de França se orgulha do seu oficio e da sua vida tranqüila que consegue levar fazendo suas peças de couro, alumínio ou material reciclável como garrafas pet.


O Artesão diz que aprendeu a confeccionar as peças observando e ajudando seu avô

Juvenal que mesmo morando ao lado das casas das filhas, prefere morar sozinho e cuidar de tudo na casa, inclusive a comida, diz que sua força para continuar atuando como artesão vem do desejo de esta sempre produzindo algo novo.

Ele acabou se transformando em referências na cidade de Messias Targino e toda a região, inclusive no estado da Paraíba, de onde veio para Messias Targino em 29 de setembro de 1961.
Ele disse que a confecção de peças de couro, aprendeu com o avô com quem conviveu um bom período a partir dos 12 anos de idade. “Eu sempre fui muito curioso e gostei de aprender sobre tudo. Por isso, trabalhei em muita coisa, mas a fabricação de peças de couro sempre foi uma grande paixão”, declara Juvenal Guilherme.

As peças confeccionadas pelo artesão fazem parte do cotidiano do povo nordestino

Pelas mãos do mestre de ofício, o couro se transforma em sandálias, cintos e outros objetos. Além disso, ele mantém a tradição de confeccionar peças em alumínio, zinco e material reciclado. O trabalho paciente de artesão garante a qualidade de suas peças que são comercializadas na região do Cariri paraibano e também sob encomenda. “A maioria das peças de couro, alumínio e zinco vão para a região do Cariri, onde as feiras de peças tipicamente de  nossa região, com sandálias de couro, lamparinas, baldes de leite, conchas entre outras são muito bem aceitas, mas também vendemos algumas peças que são encomendadas aqui em casa”, afirma.

A produção de Juvenal Guilherme é comercializada no Cariri paraibano e também em feiras nos municípios da região

Ele lamenta o fato de nenhum dos seus filhos e netos se interessarem pela arte, mas reconhece que nos dias atuais as pessoas buscam outros ofícios que não exigem tanta paciência. “O trabalho de artesão não é algo fácil, exige amor e paciência para criar. As pessoas hoje em dia vivem numa correria danada. Como eu tenho todo tempo do mundo vou seguindo com meu oficio até quando Deus permitir”, acrescenta.

Os mestres de ofício como Juvenal Guilherme estão em extinção, porque o fazer tradicional, de onde eles vêm, está acabando, e as pessoas mais jovens não se interessam em aprender. Além disso, faltam políticas publicas que possam fazer com que pessoas como Juvenal, possa dispor de um espaço para repassar seus conhecimentos para outras pessoas.

Gestores eleitos mostram preocupação em manter a cultura popular

Como geralmente os mestres são mais velhos, a prefeita eleita de Messias Targino Shirley Targino e seu vice-prefeito Genésio Pinto Neto, o Pôla Pinto temem pelo futuro da arte popular na região. Mesmo com o interesse de alguns jovens das comunidades onde os artistas ainda vivem. Para eles, não é tão simples encontrar um mestre de ofício. “São pessoas que não guardam os saberes, passam adiante e, com o gesto, transformam a comunidade num lugar melhor. Assim forma-se um grupo. Mestre é aquele que, além de ter o dom, tem a disponibilidade de dividir com os outros. Esperamos fazer alguma coisa em nossa administração para preserva, nossa cultura através da arte de pessoas como seu Juvenal Guilherme”, disse a prefeita eleita.

Pôla Pinto afirma que, Juvenal Guilherme é um exemplo a ser seguindo. Além da capacidade de manter viva a tradição do artesanato nordestino, ele demonstra vitalidade. “Além de manter suas atividades de artesão,ele faz questão de cuidar de sua casa e fazer sua própria comida. Precisamos de pessoas assim para que nossos jovens possam se espelhar”, diz.

Com um sorriso sempre aberto, Juvenal Guilherme diz que o segredo de sua vitalidade aos 97 anos, vem da alimentação. “Aqui em casa não falta um corredor de boi para que eu possa tomar meu caldo e um pirão. Além disso, deixei de fumar há vários anos e não bebo”, afirma.

Jornal de Fato e Blog do Pola Pinto.