segunda-feira, 30 de maio de 2016

Presidente do Sintraf avalia Congresso da Agricultura Familiar do Brasil

Durante o período de 22 a 25 de maio, aconteceu em  Brasília-DF,  o IV Congresso Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar do Brasil,   promovido  pela  Federação Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar (FETRAF-Brasil/CUT),  que reuniu cerca de 1.200 delegados,  no  Pavilhão de Exposições do Parque da Cidade. Através  da FETRAF/RN  o estado do Rio Grande  do Norte  participou  do congresso  com  mais de 60 delegados.
A presença da presidenta Dilma Rousseff  na abertura do IV Congresso, foi outro momento  considerado bastante positivo, tendo em vista  que em seu discurso, a presidenta registrou  que ao longo de quase 13 anos, uma série de conquistas  foram  possíveis por conta da organização dos agricultores familiares e de todos os movimentos sociais do campo.
O dirigente   disse ainda que outro ponto forte do congresso,  foi a aprovação por unanimidade por parte  dos delegados do processo de transformação da FETRAF/BRASIL em Confederação dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar do Brasil CONTRAF/BRASIL.  A eleição  da nova Direção da CONTRAF/BRASIL,  que  foi  eleita por aclamação  para os próximos quatro anos,  da qual  foi reeleita, a coordenadora da secretaria geral do RN, Maria Josana de Lima, foi considerado  importante pelo dirigente, em sua avaliação.
Por ultimo,  Pôla Pinto,  apontou   que o ato contra o golpe  que a  Confederação Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar do Brasil - CONTRAF/BRASIL, realizou  onde, agricultores familiares saíram do local de acampamento em direção a Esplanada dos Ministérios, onde fizeram ato público em defesa do Ministério do Desenvolvimento Agrário, da Previdência e contra o governo golpista de Michel Temer, foi uma demonstração  de coragem e resistência e de  qual  será o papel  importante  que terá CONTRAF/BRASIL contra ao golpe e  na luta para a garantia dos direitos  que foram conquistados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário