quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Pesquisador Social Resgatou Originais do Livro ¨Uma Mudança ao Ceará¨, de Mocinha Saraiva

Originais


Originais do livro de Mocinha Saraiva
Revendo seu arquivo pessoal, com o intuito de selecionar material para a III Mostra de Etnopsiquiatria, que deverá ocorrer no Museu Rural de Patu, no dia 18 de maio de 2016, o escritor e pesquisador social Epitácio de Andrade Filho conseguiu resgatar os originais da primeira edição do livro ¨Uma Mudança ao Ceará, da escritora patuense Mocinha Saraiva, dentre outras relíquias.
Capa da primeira edição do livro
O livro da escritora Mocinha Saraiva foi lançado no dia 18 de maio de 2002, no Salão de Recepções do Hotel Vila do Príncipe, em Caicó, no Seridó potiguar, e foi apresentado em Patu, no Médio-oeste do Rio Grande do Norte, no dia 14 de setembro do mesmo ano, durante a II Mostra de Etnopsiquiatria, cujo folder do evento foi ilustrado pelo desenho da capa do livro de Mocinha Saraiva.

Folder da II Mostra de Etnopsiquiatria

Uma parte dos originais está datilografada e outra foi manuscrita de próprio punho pela escritora ou por familiar próximo.
Manuscritos de ¨Uma Mudança ao Cearᨠ
Manuscritos
A I Mostra de Etnopsiquiatria aconteceu na Câmara de Vereadores de Patu, em setembro de 2001, teve como tema: ¨Etnopsiquiatria e Psicanálise¨. Aconteceram entre as atividades: uma apresentação das obras de Sigmund Freud, apresentação do mostruário de drogas psicoativas da polícia Militar/RN e uma exposição coletiva de obras de arte dos artistas plásticos Jany Tavares e Márlio Dantas Forte.
 ¨Destinos¨, do artista plástico patuense Jany Tavares
 
 
Artista plástico e fotógrafo Márlio Forte com Epitácio Andrade

Participaram da I Mostra de Etnopsiquiatria: a assistente social janduisense do Hospital Regional  Tarcísio Maia de Mossoró Elza Maria Gurgel de Oliveira, os coronéis Nascimento e Sairo, o cabo Aurélio, ambos da Polícia Militar/RN, o psicólogo Valdir Ajala da Polícia Civil/RN e o empresário e farmacêutico Jorge Castro Júnior (Júnior Baiano).
Epitácio Andrade, Elza Gurgel e Júnior Baiano
 
A II Mostra de Etnopsiquiatria ocorreu no dia 14 de setembro de 2002, num cenário armado numa residência localizada na Praça João Carlos,83, no centro histórico de Patu. Teve como tema: ¨O Impacto das Migrações no Processo saúde-doença mental – O Caso das retiradas Itinerantes do Povo Sertanejo. O cenário era formado por um pequeno auditório, pela sala ¨Universo Paralelo Luiz Saraiva¨, dedicada a exposição das peças museológicas do período que se dedicou à mineração o senhor Luiz Saraiva, condecorado com  homenagem póstuma pela Assembleia Legislativa do RN e codinominado ¨artífice do ferro¨.
Chico de André, Rosalita Forte, João Dantas, Cristina Claudia e Niane   
A II Mostra contou com as presenças de: comerciante e ex-vereador Francisco Otávio de Moura (in memoriam) (Chico de André), esposo da escritora Mocinha Saraiva (in memoriam), professora Rosalita Leite Forte (in memoriam), professora Cristina Cláudia e do artesão Geraldo Ferreira Saraiva (Niane) (in memoriam).
Também compunha o cenário da II Mostra uma barraca de acampamento do exército, dedicada à história do açude do Tourão(1982), na zona rural de Patu.

Barraca de acampamento do exército

O coronel PM/RN médico Silvério Monte, responsável pela assistência médica prestada aos 900 cossacos empregados na construção do açude, foi um dos expositores da II Mostra de Etnopsiquiatria.
Escritor Epitácio Andrade com coronel médico Silvério Monte
Para a realização da III Mostra de Etnopsiquiatria já foram iniciados entendimentos com o farmacêutico e empresário doutor José Adécio Leão, proprietário do Museu Rural de Patu.

Escritor Epitácio Andrade com empresário Adécio Leão

 
Esse trabalho de resgate histórico feito pelo pesquisador Epitácio Andrade não poderia ter concluído de forma mais gratificante: O pesquisador localizou uma carta em que a escritora Mocinha Saraiva lhe apresenta os agradecimentos, pela publicação de ¨Uma Mudança ao Ceará¨.
 Carta de agradecimento
Carta de Agradecimento da escritora Mocinha Saraiva a Epitácio Andrade

Nenhum comentário:

Postar um comentário