quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Fátima Bezerra comemora derrubada do financiamento privado de campanha


fatima-plenario
O senador Raimundo Lira (PMDB-PB), relator da reforma política na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado, confirmou nesta terça (20) à CNBB e à OAB que vai retirar do texto a proposta de financiamento privado de campanha, vetando a contribuição de empresas a candidatos a cargos públicos.A informação é de Mônica Bergamo, hoje na sua coluna da Folha de S.Paulo.
Lembra a colunista que a proposta de colocar na Constituição que o financiamento das eleições deve ser feito por empresas privadas era questão de honra para Eduardo Cunha(PMDB-RJ), que conseguiu aprová-la na Câmara dos Deputados há alguns meses. Só que, para valer, ela deve ser endossada pelo Senado –o que fica distante com a decisão de Lira de eliminá-la do texto.
“Estamos comemorando, é uma conquista extraordinária”, diz a senadora Fátima Bezerra (PT-RN), que estava presente à reunião. O fato de Lira ser empresário –ele é dono de concessionárias de automóveis– dá ainda mais peso à decisão, diz a parlamentar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário