domingo, 25 de outubro de 2015

Aulas da UERN voltam na segunda com reposição aos sábados

Retorno


Retorno
O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (CONSEPE/UERN) aprovou o ajuste ao Calendário Universitário de 2015 na manhã desta sexta-feira, dia 23 de outubro. Ficou definido que as aulas do semestre 2015.1 retornam na próxima segunda-feira, 26, com o semestre 2015.1 terminando no dia 30 de dezembro.
Um dos pontos mais discutidos por professores e estudantes com assento no Conselho foi a definição do período de férias em janeiro. O conselheiro Yadson Magalhães relatou que em assembleia geral dos estudantes ficou acordado que as férias dos professores em janeiro deveria ser respeita. “O movimento estudantil entende que o período de greve é período de luta e que como os professores são trabalhadores têm o direito a férias como qualquer trabalhador. As férias em janeiro não atrapalham e parte dos alunos da UERN são de cidades circunvizinhas e isso prejudicaria o transporte deles”, concluiu.
As aulas do semestre 2015.2 começam no dia 11 de fevereiro de 2016 finalizando em 17 de junho.
O CONSEPE determinou que na primeira semana de aulas do semestre 2015.1 não poderá haver nenhuma atividade avaliativa como provas ou qualquer outro trabalho acadêmico. “Foi bastante discutido que a realização de provas ou outras avaliações nessa primeira semana não seriam adequadas pedagogicamente, já que os discentes ficaram muito tempo sem um contato mais próximo com o conteúdo das disciplinas”, frisou a Pró-Reitora de Ensino de Graduação, Inessa Linhares.
Também foi decidido que os sábados letivos e não letivos ficarão intercalados.
O reitor Pedro Fernandes Ribeiro Neto avaliou como positiva a reunião do CONSEPE. “A gente sentiu a ansiedade que todos estavam pelo retorno das atividades tanto que a data de volta às aulas não foi nem discutida porque já havia o consenso. A discussão foi norteada pela construção de um calendário que contemplasse as exigências acadêmicas, legais e trabalhistas”, frisou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário