quinta-feira, 20 de agosto de 2015

História de Patu: O Motor da Luz, Patrimônio que não pode ser esquecido.

Motor da Luz


Senhor Conrado, operador do Motor da Luz nos anos 50 a 70 
No ano de 1955 o Motor da Luz de Patu, movido a óleo diesel, era inaugurado pela administração do prefeito Petronilo Augusto de Paiva. O mecânico Conrado, na época, operava  o motor que fornecia energia para várias ruas e residências da cidade, no horário das 17:30 h às 22:00 horas. Segundo informações do senhor Conrado, o motor funcionou até os anos 70 quando o mesmo foi desativado com a chegada da energia de Paulo Afonso.
Motor da Luz de Patu (Desativado)
A redação do Blog A Folha Patuense conversou com algumas pessoas que vivenciaram esse momento da vida cotidiana de nossa cidade. O comerciante Luis Nunes, conhecido por Luís do Foto, informou ao Blog da Folha Patuense que teve acesso a energia do motor da luz em 1957 quando veio morar em Patu. Luis do Foto informou que na época era cobrada uma taxa pelo uso da energia do motor de acordo com a quantidade e potência das lâmpadas incandescentes que eram de 25 ou 40 watts. Ele disse também que na época eram dados três sinais que a luz seria desligada pelo operador para que o morador pudesse tomar conhecimento. Ele nos informou também que os rapazes da época, quando iam namorar na casa das namoradas, ao primeiro sinal que a luz ia se apagar, também era o alerta para o mesmo ir se despedindo da namorada, ou seja, ir embora. Luis finalizou dizendo que os postes da época eram de madeira e que na administração do prefeito Aderson Dutra eles começaram a ser substituídos pelos de cimento.

  Luis Nunes "Luís de Foto"

Luís do Foto nos presenteou, disponibilizando ao Blog essa foto de Patu do ano de 1.957, época do Motor da Luz. 

Foto de Patu do ano de 1957, tirada do Cruzeiro da Serra do Patu 

O senhor Antônio Rosa, na época morador do sítio Cardosos, município de Olho D´água do Borges-RN, veio morar na cidade de Patu no  ano de 1957 e também fala da época do motor da Luz. Ele nos informou que no início a prefeitura municipal não cobrava nenhuma taxa mas que depois passou a cobrar em virtude do aumento do custo da manutenção do motor.

Senhor Antônio Rosa
O senhor Miguel Lira disse a redação do Blog da Folha Patuense que se lembra bem dessa época e confirma as palavras de Luís do Foto e Antônio Rosa. Miguel Lira informou que em ocasiões especiais, como festa da Igreja, por exemplo, o motor virava a noite funcionando, sendo desligado pela manhã. Ele nos informou também que o motor ficava a noite funcionando em ocasiões de falecimento de uma pessoa onde a família era quem custeava a manutenção do motor que era desligado pela pela manhã. Seu Miguel Lira finalizou dizendo que na administração do prefeito João Pereira de Araújo ele deixou instalados todos os postes e fiações para o funcionamento da nova energia de Paulo Afonso que foi inaugurada pelo prefeito seguinte, Lourival Rocha e pelo Governador Walfredo Gurgel, que veio a Patu participar da inauguração.   
      Miguel Lira
 
Prédio do Antigo Motor da Luz de Patu construído na administração do prefeito Felinto Gadelha (veja a placa)


Foto da inauguração do motor de Força e Luz feita pelo prefeito Petronilo Augusto em 1955.

Apelo se Faz

Que poder público municipal juntamente com a Câmara Municipal de Patu e entidades parceiras que fomentam a cultura lutem para tornar o antigo local do Motor da Luz como um espaço de memória e de visitação para preservar a história do nosso município.    









Nenhum comentário:

Postar um comentário