terça-feira, 4 de agosto de 2015

Deputado Carlos Augusto emite nota falando sobre o fato ocorrido em Caicó.

AMIGOS,

Devo satisfações públicas sobre o ocorrido nessa madrugada em Caicó:

1. Sou advogado de formação e, além disso, tenho convicções políticas de que o fato de estar deputado não me coloca acima da lei. Ao contrário, é meu dever dar exemplo;


2. Portanto, não me insurgi contra a abordagem policial nem à fiscalização de trânsito ao veículo nem ao motorista que o conduzia. Atendeu-se prontamente à inspeção e ao teste do bafômetro - que deu negativo. Estavam dentro das normas.

3. Reagi, sim, e de forma inapropriada - é verdade - ao método de abordagem de alguns agentes que, a meu juízo, ultrapassaram o limite do respeito a que todos cidadãos temos direito.

4. Quem me conhece sabe do meu temperamento ameno, cordial, humilde e respeitoso - com todos.

5. Peço desculpas públicas pelo ocorrido. Em especial aos amigos, familiares e correligionários.

6. Reafirmo meu respeito às instituições e em especial à Polícia Rodoviária Federal que tem por missão preservar vidas humanas zelando pelo cumprimento das regras de trânsito.

Carlos Augusto Maia - Deputado Estadual

Entenda o que Houve

DEPUTADO ESTADUAL DO RN É DETIDO POR DESACATAR POLICIAIS RODOVIÁRIOS.


 
O deputado estadual Carlos Augusto Maia (PT do B) foi detido por desacato na manhã deste sábado (1) em Caicó, na região Seridó do Rio Grande do Norte. O parlamentar era passageiro de um carro que foi parado em uma blitz da Polícia Rodoviária Federal (PRF). De acordo com a PRF, Carlos Augusto teria discutido e desacatado os policiais rodoviários federais. Em nota, o deputado informou que respeita o trabalho realizado pela PRF, mas não concordou com a abordagem adotada pelos agentes.
 
A abordagem ao carro em que estava o deputado aconteceu na BR-427. A blitz foi montada na saída de um show que acontecia em meio às comemorações da tradicional Festa de Sant'Ana, que atrai milhares de pessoas para a cidade. Na versão da PRF, a discussão entre os policiais e o parlamentar começou quando Carlos Augusto impediu o motorista de descer do carro para fazer o teste de bafômetro.
 
A nota enviada pela assessoria de comunicação acrescenta que o motorista do carro não estava alcoolizado e ressalta que seu questionamento foi mal recebido pelos policiais. "O parlamentar lamenta que a abordagem a pessoas públicas esteja sendo usada para promover de forma irresponsável o trabalho deles", reforça a nota.
 
Na blitz, a PRF também prendeu um motorista que dirigia alcoolizado e autuou administrativamente 11 pessoas por embriaguez ao volante.

Fonte: Blog do Campelo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário