quinta-feira, 2 de julho de 2015

Vereadores de Pau dos Ferros manifestam apoio à UERN

Greve


Greve
A greve na Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) foi tema de audiência pública na Câmara Municipal de Pau dos Ferros nesta quarta-feira (01), atendendo o comando de greve da UERN, que fez a mesma solicitação para as câmaras municipais das cidades onde a instituição está inserida.
A vereadora Tércia Batalha, professora aposentada da UERN, foi a autora do requerimento que deu origem à audiência pública, aprovado por unanimidade pelo plenário da Câmara Municipal de Pau dos Ferros. Ela afirmou que a história da UERN está diretamente relacionada ao desenvolvimento não apenas da região, mas em todo o Rio Grande do Norte e municípios vizinhos dos Estados da Paraíba e Ceará. “Todas as conquistas foram frutos da manifestação de todos os seus segmentos. A UERN é um patrimônio do Rio Grande do Norte e precisa ser reconhecida como tal”, afirmou a vereadora.
O presidente da Câmara Municipal de Pau dos Ferros, vereador Gilson Rego, destacou a importância da instituição. “A UERN se confunde com a história de Pau dos Ferros. Nos últimos dez anos Pau dos Ferros se transformou em polo universitário, e a UERN sempre esteve à frente”, afirmou.  
O professor Valdomiro Morais, presidente da Associação dos Docentes da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (ADUERN), lembrou a reposição já negociada. “Esse reajuste representa um impacto em torno de 2% no orçamento do Estado, um valor insignificante”, afirmou. O presidente-eleito do SINTAUERN cobrou confiança e compromisso no cumprimento do acordo com o Governo do Estado. “Se esse acordo for cumprido, no final de 2018 teremos o salário que deveríamos receber em 2014. A UERN cumpriu seu dever quando aceitou o parcelamento do reajuste em quatro anos. Não estamos pedindo um favor, mas pedimos que seja cumprido um acordo assinado com o Governo do Estado, após negociação”, afirmou. Os estudantes foram representados por Janaina Martins, da Faculdade de Serviço Social (FASSO).
O reitor Pedro Fernandes fez uma reflexão sobre o momento da greve e afirmou que momentos como esse são necessários para discutir a Universidade. Ele explicou que a instituição busca sua autonomia plena. “Temos uma instituição mantida pelo Governo do Estado, onde temos que fazer toda a programação através do orçamento anual do Estado”, explicou o reitor, que fez um retrospecto da campanha salarial entre UERN e Governo do Estado. “Trabalhamos para que o acordo fosse cumprido e que a reposição salarial coubesse no nosso orçamento, através de uma série de cortes que foram realizados na administração da Universidade. Esperamos o cumprimento do acordo ou uma contra-proposta”, afirmou o reitor, acrescentando que logo que o documento seja enviado pelo governo do Estado será encaminhado aos Sindicatos da UERN.  
O diretor do Campus de Pau dos Ferros, Prof. Gilton Sampaio, chamou a atenção para o respeito à instituição. “Há um discurso de desrespeito e desvalorização da UERN. Precisamos de força política para combater isso. Muitos de nossos direitos estão sendo discutidos na nossa universidade. Valorizar essa instituição é valorizar o maior patrimônio do nosso Estado”.  
O Prefeito de Pau dos Ferros, Fabrício Torquato, também esteve presente à audiência, e reafirmou o apoio à instituição. “Todos estamos no mesmo barco. Todos queremos que a greve da UERN acabe, pelos professores, técnicos, alunos e pela sociedade como um todo. A UERN é prioridade. Sexta-feira terei uma audiência com o governador e esse assunto será um dos temas discutidos nesta pauta”, garantiu.
Estiveram presentes ainda o vice-reitor da UERN, Prof. Aldo Gondim; o professor honoris causa da UERN, Paulo Lopo Saraiva, além do vice-prefeito de Itaú, Paulo César;  vereadores de Pau dos Ferros e Portalegre; professores, servidores técnicos e estudantes da instituição, e comunidade em geral.
A Câmara Municipal de Pau dos Ferros foi a segunda a realizar audiência pública para discutir a greve na UERN. Na semana passada, a Câmara Municipal de Mossoró também realizou audiência com o mesmo tema. Outras câmaras de vereadores de municípios onde a instituição está instalada também manifestaram interesse em realizar audiência pública, e as datas estão sendo agendadas. A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte também realizou audiência, manifestando apoio aos servidores e estudantes da UERN. 
Fonte: UERN.

Nenhum comentário:

Postar um comentário