terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Messias Targino está triste com a morte do "seu " comunicador


Secretária de Estado Shirley Ferreira, prefeito Waltinho (Lucrécia), deputado João Maia e Carlos Dias, em evento recente em Lucrécia (foto: Blog Raimundinho Duarte)

Alegre. Este talvez seja o melhor adjetivo para se lembrar de Carlos Dias, umservidor público da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte - CAERN que, por puro prazer, também atuava como locutor em eventos e radialista; um filho de Lucrécia que, por capricho do destino, foi "adotado" por Messias Targino.

Como servidor da CAERN, Carlos Dias ajudou ao povo de Messias Targino nofornecimento de água, pois trabalhava diretamente na Adutora Arnóbio Abreu, que conduz água da Barragem Armando Ribeiro Gonçalves (Assu/Itajá) para diversos Municípios do Médio Oeste potiguar, inclusive Messias Targino.

Como locutor, participou de diversos eventos institucionais, da Prefeitura de Messias Targino, fazendo de cada evento um momento marcante, com muita alegria e gosto pelo trabalho da comunicação social. E o fez também para outras Prefeituras da região Oeste do Estado.

Em campanhas educativas e preventivas de saúde, educação, trânsito, Carlos Dias sempre se dispunha a colaborar, adicionando aos objetivos de cada campanha a sua voz inconfundível.

Ainda como locutor, também esteve à frente de eventos privados, principalmente em campanhas políticas, onde foi locutor das famílias Targino, Ferreira, Almeida, Silva, Ezequiel, Teixeira, Dantas, Medeiros, Martins, e tantas outras que, num Município pequeno, acabam se misturando em partidos e blocos partidários.

A sua paixão maior, porém, sempre foi o rádio. Era a sua segunda casa, onde se sentia à vontade, agindo com a desenvoltura natural de quem domina o assunto.

Na Rádio Juventude FM (87,9 Mhz), de Messias Targino, Carlos Dias tinha programa semanal, sempre aos sábados.

Mas, quando era convocado, fazia programas extras, participações especiais, sempre com um objetivo nobre: levar ao povo messiense a informação precisa sobre assunto relevante, ofertar-lhe entretenimento, dar-lhe mais alegria através do rádio.

Nessa segunda-feira, 17 de fevereiro, no início da tarde, Messias Targino se viu mais triste com a notícia do assassinato de Carlos Dias na vizinha cidade de Patu, cidade esta que ele, Carlos, também havia adotado como morada.

Os ouvidos acostumados à alegria da voz de Carlos perderam espaço para a tristeza que tomou conta dos corações dos messienses.

Não houve despedida coletiva. Não houve tempo. A voz da comunicação fácil foi traiçoeiramente vencida pelo estampido de projéteis disparados não se sabe por quem.

Prefeito decreta luto oficial

Pelos relevantes serviços prestados por Carlos Dias à comunidade messiense e pela tristeza que se abateu sobre o povo pacato de Messias Targino, o prefeito Arthur Targino (PMDB) decretou luto oficial de três dias em razão da morte inesperada do servidor público e radialista Carlos Dias.

O texto foi remetido à publicação ainda nesta segunda-feira, 17, e bem expressa o sentimento de tristeza que se abateu sobre o povo de Messias Targino.

Carlos Dias já era praticamente um filho de Messias Targino, pois desde 2004 teve forte atuação na cidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário