sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Ex-prefeito de Patu perde direitos políticos por 10 Anos e terá que Ressarcir mais de 700 mil Reais aos Cofres Públicos


O ex-prefeito de Patu Possidônio Queiroga da Silva Neto foi condenado pela Justiça Federal do Rio Grande do Norte a ressarcir aos cofres públicos em mais de R$ 700 mil. O Juiz Federal Orlan Donato, titular da 12ª Vara Federal, em Pau dos Ferros, julgou procedente o pedido contra o ex-gestor no processo em que ele é acusado de desvio de recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). O magistrado avaliou que na ação feita pela Prefeitura de Patu ficou configurado o ilícito de improbidade administrativa que acarretou enriquecimento ilícito, lesão ao erário e violação aos princípios da administração.
 O Juiz Federal Orlan Donato condenou Possidônio Queiroga a perda da função pública,suspensão dos direitos políticos por dez anos e ainda uma multa civil no valor de R$ 100 mil. Além disso, o ressarcimento de R$ 700 mil (valor do convênio firmado pelo Município com o FNDE) deve ser feito com juros e correção monetária a contar da data de 7 de outubro de 2008. O ex-gestor ainda está proibido de contratar com o Poder Público pelo prazo de dez anos.
Fonte: Blog do Robson Pires.

COMENTÁRIO DO BLOG A FOLHA PATUENSE: Políticos integrantes dos dois lados políticos de Patu foram atingidos duramente com notícias altamente desagradáveis nesta sexta feira. Gilson Moura e Possidônio Queiroga.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário