segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Atendimento na Agência do Banco do Brasil em Patu: Teste de Paciência ou Martírio?




Se for feita alguma pesquisa sobre o nível de satisfação dos clientes da agência do Banco do Brasil em Patu, com relação ao atendimento, não se surpreendam com o resultado entre ruim ou péssimo. O cliente quando chega na agência e retira uma senha para ser atendido pelos  7 caixas de atendimento  que ficam a disposição na plataforma da agência dá início a um processo de paciência ou martírio onde existem casos comprovados de clientes que passam mais de duas horas esperando o atendimento e nada. A impressão que fica é que os atendentes trabalham com o "freio de mão puxado" por que as coisas não andam, ficam emperradas e tome tempo e mais tempo. Quando o cliente é chamado para o atendimento ele fica em torno de uma ou duas horas enquanto os demais ficam impacientes, para não dizer rezando, na fila esperando chegar a sua vez. 
Na manhã desta segunda feira (18/11) o professor Aluísio Dutra chegou na agência e retirou sua senha às 09:17 h, para resolver uma simples operação. Quando chegou 11:17 h, ou seja, duas horas depois a senha do mesmo ainda não estava nem perto de ser atendida, nesse instante ele entregou a senha e saiu da agência sem ser atendido pois tinha outros assuntos a resolver.  

Para o professor Aluísio Dutra existe um certo comodismo na agência em virtude do município possuir apenas uma única agência bancária. Sabemos da importância da prestação de serviços da agência do Banco do Brasil, mas, está na hora de Patu possuir outra opção de agência bancária para que, pelo menos, os clientes possam ter o direito optar pelo serviços ofertados. Uma concorrência entre agências seria muito bem vinda, com certeza iria proporcionar um cenário mais favorável na questão do atendimento. Enquanto não vem uma nova agência só nos resta torcer por dias melhores ou senão se conformar pois o que não tem remédio, remediado está.     

Nenhum comentário:

Postar um comentário