terça-feira, 15 de outubro de 2013

Presidente do SINTRAF de Janduís Está Participando da Conferência Nacional sobre Desenvolvimento Rural Brasileiro



O presidente  do Sintraf de Janduis, Raimundo Canuto de Brito  está  em Brasília (DF)  participando da 2ª Conferência Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário (2ª CNDRSS). Durante três dias, 1.500 pessoas de Norte a Sul do País irão discutir e planejar o futuro do Brasil Rural.

O encontro está sendo realizado no Complexo Brasil 21, no Setor Hoteleiro Sul, centro da Capital Federal. A conferência é promovida pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável (Condraf).

De maio a setembro deste ano, aproximadamente 42 mil pessoas entre governo e sociedade civil debateram propostas para o desenvolvimento do rural brasileiro. Crédito, inclusão produtiva, acesso à terra foram alguns dos tópicos  apresentados nas etapas territoriais, intermunicipais, setoriais, temáticas, e que farão parte dos temas a serem discutidos na conferência nacional.
O objetivo é a elaboração do Plano Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário (PNDRSS) que, segundo o secretário da Agricultura Familiar (SAF/MDA), Valter Bianchini, vai auxiliar as políticas públicas de desenvolvimento do meio rural.
“Esse plano vai servir de subsídio para políticas territoriais, estaduais e, principalmente, nacionais. Quer seja para requalificar ações estaduais, seja para sugerir outras iniciativas. O plano vai trabalhar, ainda, políticas para ampliar a qualidade de vida. O intuito é ouvir toda a diversidade do Brasil rural e trabalhar políticas multisetoriais do conjunto de ministérios e secretarias que compõem a estrutura de Governo Federal", explica.
A abertura oficial da conferência será realizada nesta segunda-feira (14), a partir das 18h30. O ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas, presidente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável (Condraf), presidirá a solenidade.
No total, 1,5 mil pessoas estarão presentes no evento, entre delegados eleitos nas 26 Unidades da Federação e no Distrito Federal e delegados que terão voz e voto nas discussões das propostas que servirão como base para a construção do plano; e observadores e convidados do poder público e da sociedade civil.
Na terça-feira (15), os delegados serão divididos em 12 comissões temáticas que discutirão blocos de propostas. O resultado desses debates vai passar por quatro plenárias – uma para cada eixo temático da conferência – e, por fim, por uma plenária final que vai aprovar as propostas que servirão de base para a construção do texto do Plano Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário.
Fonte: Blog do Pola Pinto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário