segunda-feira, 24 de outubro de 2011

PROJETO DO RN É PREMIADO PELO ITAÚ/UNICEF


Projeto de capacitação de crianças e adolescentes na área do audiovisual é destaque no Ceará

Fotos cedidas


A Rede Potiguar de Televisão Educativa e Cultural – RPTV, projeto realizado na cidade de Currais Novos/RN, foi reconhecido pelo Itaú/Unicef como uma das vinte melhores experiências que transformam a realidade de crianças e adolescentes no Nordeste. O prêmio tem como objetivo reconhecer e estimular o trabalho de organizações sem fins lucrativos, que visem a articulação integral de crianças, adolescentes e jovens brasileiros. A RPTV – Rede Potiguar de Televisão é uma iniciativa inédita que articula educação, cultura e comunicação a partir de uma estratégia de desenvolvimento do protagonismo de crianças, adolescentes e jovens. O projeto também é pioneiro, por ser uma iniciativa realizada por uma instituição governamental, a Secretaria Estadual de Educação e Cultura do RN e uma instituição do terceiro setor, o CECOP – Centro de Documentação e Comunicação Popular, com parceria da empresa Sidy’s TV a Cabo. Como o prêmio é voltado para instituições do terceiro setor que atuam junto às escolas e em parceria com o poder público, a RPTV foi inscrita no Prêmio Itaú/Unicef 2011 pelo CECOP.


Nessa 9ª. Edição do prêmio foram inscritos 2.922 projetos. Na região Nordeste foram inscritos 589 divididos em 04 categorias, de acordo com o porte de cada instituição. O CECOP classificado como sendo de médio porte, ficou entre os 05 melhores projetos dessa categoria, sendo o único projeto do Rio Grande do Norte selecionado para concorrer ao prêmio. A solenidade de entrega dos certificados dos vinte melhores projetos da regional Nordeste aconteceu na cidade de Fortaleza/CE no último dia 19, contou com a presença de representantes da Secretaria Estadual de Educação, da 9ª. Dired, do CECOP, da Escola Municipal Humberto Gama, a coordenação local do projeto e uma equipe de crianças e adolescentes da RPTV que se emocionaram durante o evento. Rui Aguiar, gestor do Unicef deu a seguinte declaração sobre os projetos: “O trabalho das Ongs em parceria com as escolas, vai iluminar os novos caminhos da educação brasileira. Se no Brasil alguém quiser saber como fazer educação integral no Brasil, vai ter que conhecer as experiências que estão sendo premiadas hoje”. Suelen Salusto de 12 anos que participa do projeto se emocionou ao falar sobre a cerimônia de premiação: “Estar aqui é uma emoção muito grande, mostrar o nosso trabalho e ver todo mundo nos procurando, elogiando o nosso trabalho e dizendo que o nosso projeto é sem dúvida algo diferente de tudo que eles já viram”. “Esse é um merecido reconhecimento pelo trabalho conjunto realizado por duas esferas: a governamental e o terceiro setor; que aliam a educação, cultura e comunicação na perspectiva de desenvolver o protagonismo de crianças e adolescentes e mostrando que o trabalho articulado e em rede pode fortalecer ainda mais as instituições”, disse Raimundo Melo, coordenador estadual da RPTV. Ana Paula Lopes, coordenadora local do projeto, destacou que o trabalho realizado pelas crianças e adolescentes na área do audiovisual, é o diferencial desse projeto. “São eles que fazem a diferença e nos incentivam cada vez mais a continuar nesse trabalho”. A equipe de crianças e adolescentes da RPTV também fez a cobertura fotográfica e em vídeo da solenidade de premiação. “Foi de suma importância a conquista do prêmio porque é o reconhecimento do trabalho realizado pela SEEC, Dired e a Ong CECOP, escolas parceiras e jovens do projeto”, disse Ivânia Torres, diretora da 9ª. Diretoria Regional de Educação de Currais Novos. Zelda Caldas, gestora em tecnologia educacional da Secretaria Estadual de Educação também falou sobre a conquista do prêmio: “É um trabalho em rede realizado pela SEEC/Dired e a Ong CECOP em prol da educação integral na perspectiva de Paulo Freire”.

A secretária de Educação do RN, Betânia Ramalho, deu sua declaração sobre essa conquista: “É um importante reconhecimento para um projeto que eu considero bem sucedido. A RPTV que é resultado da parceria da secretaria com a Ong é uma fonte formadora e que eu tenho uma grande expectativa de que esse projeto vá além dos canais a cabo e que sejam estabelecidas outras parcerias com instituições que trabalham no campo da educação e do audiovisual”.







Epitácio Filho concedendo entrevista a RPTV, durante lançamento de "A Saga dos Limões", em Natal.


Equipe da RPTV




Nenhum comentário:

Postar um comentário